Arquivo da tag: Brasil

Seleção Brasileira é convocada para Fase de Treinamentos

Comissão técnica definirá o roster final à disputa do Mundial. Foto EWC/Divulgação

Comissão técnica definirá o roster final à disputa do Mundial. Foto EWC/Divulgação

A Confederação Brasileira de Futebol Americano anunciou, nesta segunda-feira (23), a lista com os 65 atletas convocados para o primeiro training camp da Seleção Brasileira masculina. Os treinos serão realizados entre os dias 18 e 20 de abril, na cidade de Irati, no Paraná, no campus da Universidade Estadual do Cento-Oeste do Paraná (Unicentro). Este período servirá para a comissão técnica analisar os nomes para compor a lista de 45 jogadores que farão parte da delegação brasileira na Copa do Mundo da modalidade, em julho, nos Estados Unidos.

Além dos jogadores que participarão do training camp, os brasileiros que atuam no exterior, em ligas semiprofissionais ou amadoras, também poderão ser convocados para a lista final. O Rio de Janeiro é o principal fornecedor de atletas para a Seleção Brasileira, com 17 ao todo, seguido pelo Paraná, com 12, Paraíba (10), Santa Catarina (9) e São Paulo (8). Os estados do Mato Grosso, Pernambuco, Distrito Federal, Ceará e Espírito Santo também estão representados no grupo do training camp.

— Este primeiro período de preparação será fundamental para a comissão técnica poder analisar o nível atual dos atletas e fazer suas primeiras observações. A Copa do Mundo será o momento mais importante da história de todos e a CBFA não vai poupar esforços para proporcionar aos atletas as melhores condições de treinamento que estiverem ao nosso alcance — afirma o presidente da Confederação Brasileira de Futebol Americano, Guto Sousa.

A Seleção Brasileira de Futebol Americano, ou Brasil Onças, como é chamada, foi convocada pela primeira vez em 2007, mas até então a equipe só havia disputado amistosos, nunca tendo participado de um grande evento internacional. A vaga para a Copa do Mundo foi garantida através de um jogo classificatório contra o Panamá, na Cidade do Panamá, em 31 de janeiro deste ano, quando o Brasil venceu o time da casa por 26 a 14.

Confira a lista

Quarterbacks

Ramon Martire – Botafogo Reptiles
Rodrigo Dantas – João Pessoa Espectros
Romário Reis – Ceará Caçadores

Running backs

Lucas Nascimento – Coritiba Crocodiles
Aluan Souza – Botafogo Reptiles
Bruno Santucci – Coritiba Crocodiles
Rômulo Ramos – Vasco da Gama Patriotas
Mateus Bessa – São Paulo Storm
Everton Antero – João Pessoa Espectros

Tight Ends

Felipe Leiria – Flamengo
Luiz Domingues – São Paulo Storm
Breno Takahashi – Timbó Rex

Offensive lines

Anselmo Brauer – Flamengo
Rafael Menezes – Botafogo Reptiles
Dhyego Taylor – Lusa Lions
Hátila Fogo – Cuiabá Arsenal
Júnior Kruger – Jaraguá Breakers
William Alberton – São José Istepôs
Henrique Pucca – Coritiba Crocodiles
Marcos Martiny – Flamengo
Rufo Neto – João Pessoa Espectros
Lenin Caldeira – João Pessoa Espectros

Wide receivers

Heron Azevedo – Cuiabá Arsenal
Rodrigo Pons – Flamengo
Felipe Fernandes – Vasco da Gama Patriotas
Adan Rodriguez – Coritiba Crocodiles
Guilherme Piccoli – Flamengo
Guilhermo Gulin – Paraná HP
Loan Felisardo – Botafogo Reptiles
Victor Hugo – Corinthians Steamrollers

Defensive lines

Vinícius Zanon – São José Istepôs
Delmer Zoschke – Coritiba Crocodiles
Felipe Marques – Tubarões do Cerrado
Edilson Azevedo – Flamengo
Marcus Hércules – João Pessoa Espectros
Denis Barros – Flamengo
Joe Roger – Coritiba Crocodiles
Bruno da Silva – São Paulo Storm
Thiago Passos – Recife Mariners
Elio Jacob – Foz do Iguaçu Black Sharks
Reinaldo Machado – Paraná HP
Donaldo Tukura – Cuiabá Arsenal

Linebackers

Igor Mota – Cuiabá Arsenal
Gérson Santos – São José Istepôs
Igor Nery – João Pessoa Espectros
Laercio Anacleto – Timbó Rex
Eduardo Viana – Paraná HP
Yuri Mohr – Jaraguá Breakers
Pablo Chalfun – Vasco da Gama Patriotas
Victor Garcia – São Paulo Storm
Pablo Magalhães – João Pessoa Espectros
Lincoln da Silva – Lusa Lions

Safeties

Cleverson Freitas – Coritiba Crocodiles
Fernando Giovannoti – Vila Velha Tritões
Rodolfo Santos – Jaraguá Breakers
Paulo Torquato – São José Istepôs
Henrique Rocha – Coritiba Crocodiles
Junior Borges – Recife Mariners

Cornerbacks

Filipe Sodré – Vasco da Gama Patriotas
Flavio Gouveia – João Pessoa Espectros
Vitor Veloso – João Pessoa Espectros
Bruno Rosa – Flamengo
Raphael da Cruz – Corinthians Steamrollers

Kickers/Punters

Raiam dos Santos – Flamengo
Diego Aranha – João Pessoa Espectros

Anúncios

Head coach Raúl Riveros anuncia pré-lista do El Tri do México para o World Championship

MexicoNesta semana, a Federación Mexicana de Fútbol Americano (FMFA), através da comissão técnica da e seu head coach Raúl Rivera, montou uma pré-lista com 55 jogadores para compor o elenco que disputará o IFAF World Championship, em Canton/Ohio, nos Estados Unidos, em julho.

Depois de terminar em 4° no Mundial da Áustria, Rivera quer o México com medalha nos Estados Unidos. Foto FMFA/Divulgação

O quarterback #18 San Roman lidera o ataque mexicano em busca de medalha no Mundial. Foto FMFA/Divulgação

Rivera prometeu durante entrevista coletiva que a lista definitiva com 45 atletas será divulgada no dia 30 de abril.

Somando-se os jogadores e comissão técnica e staff, serão ao todo 70 pessoas envolvidas diretamente com a selección mayor mexicana, também conhecida como El Tri (alusão à bandeira tricolor mexicana – verde, branco e vermelho). Segundo os diretores da FMFA, a equipe iniciará um processo de entrosamento entre os dias 23 e 26 de junho, praticamente duas semanas antes da viagem para Canton. O dia 8 é a data de chegada das seleções aos Estados Unidos, segundo o calendário da IFAF e USA Football.

Raúl Rivera (c) ao lado do presidente da FMFA Jorge Orobio Rosas. Foto FMFA/Divulgação

Raúl Rivera (c) ao lado do presidente da FMFA, Jorge Orobio Rosas, anunciam a lista de atletas. Foto FMFA/Divulgação

— Não é somente ganhar dos Estados Unidos, mas ganhar deles em sua casa. Isso seria uma vitória épica para o futebol americano nacional. Vamos por uma medalha. Sabemos que será complicado, mas nunca na história das seleções mexicanas se havia construído uma equipe tão forte como estamos consolidando — explicou Rivera.

O México está no grupo A junto com Estados Unidos, Canadá e Japão. O primeiro compromissão será contra a equipe americana, no dia 9 de julho.

Confira o guia de confrontos do World Championship

Confira a lista de jogadores

Quarterbacks

#12 Roberto Arroyo – UANL Auténticos Tigres
#16 Bruno Albarrán – UNAM Pumas Ciudad Universitaria
#18 Raul San Roman – IPN Águilas Blancas

Running backs

#23 Jonathan Sanchez – UNAM Pumas Ciudad Universitaria
#27 Irving Gatica – UNAM Pumas Ciudad Universitaria
#28 Alexis Alanis – ITESM Borregos Selvajes
#32 Allan Fernando Alvarez – UNAM Pumas Ciudad Universitaria
#44 Juan Rubi – UNAM Pumas Ciudad Universitaria

Wide receivers

#6 Ricardo Chávez – UACH Águilas
#11 Joseph Soto – UACH Águilas
#82 Diego Cotera – UVM Linces México
#83 Luis Alejandro – ITESM Borregos Selvajes
#85 Oscar Ruiz Rodriguez – UDLAP Aztecas
#87 Andres Gómez – UNAM Pumas Ciudad Universitaria
#88 Heriberto Avila – UNAM Pumas Ciudad Universitaria
#89 Alejo Treviño – UANL Auténticos Tigres

Tight ends

#81 Daniel Morales – ITESM Borregos Selvajes
#84 Gustavo Pontvianne – ITESM Borregos Selvajes

Offensive lines

#53 Luis Enrique Pérez – UNAM Pumas Ciudad Universitaria
#59 Rene Valenzuela – UDLAP Aztecas
#61 Mario Vallejo – UANL Auténticos Tigres
#64 Jorge Alonso – IPN Águilas Blancas
#65 Julio Enrique Mexia – UANL Auténticos Tigres
#66 Mauricio Escobar – UNAM Pumas Ciudad Universitaria
#70 Emanuel Estrada – ITESM Borregos Selvajes
#71 Carlo Montiel – UNAM Pumas Ciudad Universitaria
#74 Ramiro Zapata – ITESM Borregos Selvajes
#75 Pavel Fischer – UACH Águilas

Defensive lines

#1 Maurício Chavez (DT) – ITESM Borregos Selvajes
#14 Francisco Javier Tavira (DE) – UNAM Pumas Ciudad Universitaria
#51 Máximo Sánchez (DT) – UACH Águilas
#58 Marco Antonio Villegas (DL) – UNAM Pumas Ciudad Universitaria
#77 Everaldo Padilla (DT) – UANL Auténticos Tigres
#91 Daniel Landeros (DE) – UANL Auténticos Tigres
#92 Octavio Chapa (DL) – UANL Auténticos Tigres
#93 Vilchis Ali Chaul (DE) – UDLAP Aztecas

Linebackers

#2 David Morales – UNAM Pumas Ciudad Universitaria
#3 Fernando Arellano – UNAM Pumas Ciudad Universitaria
#5 Jorge Enriquen Calvillo – UANL Auténticos Tigres
#9 Eduardo Castañeda – ITESM Borregos Selvajes
#10 Diego Flores – UNAM Pumas Ciudad Universitaria
#15 Alberto Tirado – ITESM Borregos Selvajes
#30 Roberto Pareyón – UNAM Pumas Ciudad Universitaria
#55 Emmanuel Ramos – UNAM Pumas Ciudad Universitaria
#56 Manuel Pontvianne – ITESM Borregos Selvajes

Defensive backs

#4 Luciano Gonzalez (FS) – UDLAP Aztecas
#8 Julio Cesar Martinez (FS) – UNAM Pumas Ciudad Universitaria
#13 Roberto Reyna (CB) – UANL Auténticos Tigres
#20 Jerónimo Fernando Hobart (CB) – UNAM Pumas Ciudad Universitaria
#21 Javier Francisco Ramirez (CB) – UANL Auténticos Tigres
#25 Vladislav Avila (FS) – UNAM Pumas Ciudad Universitaria
#29 Ivan Jaime Heras (SS) – UDLAP Aztecas
#33 Emiliano Guerrero (CB) – UNAM Pumas Ciudad Universitaria
#99 Jose Miguel Luna (CB) – ITESM Borregos Selvajes

Kicker/punter

#19 José Carlos Diaz – UANL Auténticos Tigres

A comissão técnica

Raúl Rivera – head coach
Manuel Neri Fernandez – assistente técnico
Jacinto Licea Mendoza – assistente técnico
Carlos Humberto Barocio – coordenador ofensivo
Roberto Rodriguez – coordenador defensivo

Andrei ‘Bio’ Vargas assina com o Florida Marine Raiders para jogar a X-League

Bio buscará novas experiências nos Estados Unidos. Foto Perfil/Facebook

Bio buscará novas experiências nos Estados Unidos. Foto Perfil/Facebook

Depois da confirmação do ex-defensive tackle do Coritiba Crocodiles e Seleção Brasileira, Kawan Pivatto, agora foi a vez de outro integrante da defesa do Brasil Onças acertar a ida para o Florida Marine Raiders. O ex-defensive line do Cuiabá Arsenal, Andrei “Bio” Vargas, foi contratado pela equipe americana para atuar na X-League.

Saiba sobre a ida de Pivatto para o Marine Raiders

Os colegas da equipe e o presidente do Cuiabá Arsenal, Paulo Cesar Ribeiro, comemoraram a novidade.

— O Bio é um exemplo de atleta. Disciplinado, habilidoso, cheio de garra e vontade. Essa conquista é resultado da entrega e da evolução dele como jogador. Estamos muito orgulhosos e certos de que nossa capital estará muito bem representada — afirmou Ribeiro. Andrei embarca na próxima semana para participar do training camp do time.

O jogador pratica o futebol americano no Brasil há cerca de sete anos. Neste período, Vargas conquistou foram o Brasília Bowl, Pantanal Bowl, Sorocaba Bowl, Brasil Bowl I e III.

— Ser contratado por uma equipe do país do football é uma felicidade que qualquer jogador de sonha e espera. Espero aprender muito lá, ainda mais, por ser o indoor football. Acredito que as jogadas exigirão muito mais velocidade o que vai exigir mais de mim como atleta. Além de me preparar para o mundial, retornarei ao Brasil com muito mais força e garra para jogar pelo Arsenal — finaliza Bio.

O head coach dos Marine Raiders, Michael Mink, elogia a experiência de Andrei e celebra a ida do brasileiro para a Florida.

— Com duas conquistas de campeonato brasileiro e múltiplas aparições na Seleção Brasileira, Andrei tem jogado grandes jogos mais do que qualquer um no Brasil. Sabemos que ele está pronto mentalmente. Aos 33 anos, ele está próximo do final de sua carreira e passará a ser treinador nos próximos anos. Sabemos que esta experiência com o Marine Raiders não ajudará somente Andrei, mas também os jogadores que um dia ele colocará em forma como treinador no Brasil — explicou Mink.

Guia de confrontos do IFAF World Championship

IFAFA International Federation of American Football repassou às seleções participantes, da quinta edição do World Championship, o calendário de jogos da competição. A cidade de Canton/Ohio, nos Estados Unidos, receberá as oito equipes classificadas na disputa do Mundial.

Assim como havia sido publicado pelo Touchdown, o formato da disputa será em confrontos de playoffs. Cada equipe disputará obrigatoriamente quatro partidas, independentemente dos resultados.

Leia mais sobre a fórmula de disputa

A direção da IFAF definiu por critérios técnicos que os oitos times fossem divididos em dois grupos: A e B. A primeira rodada foi definida de acordo com o último ranking divulgado pela entidade.

Grupo A

#1 Estados Unidos
#2 Canadá
#3 México
#4 Japão

Grupo B

#5 França
#6 Austrália
#7 Coreia do Sul
#8 Brasil

Pelas regras descritas acima, o primeiro jogo do Brasil Onças será contra os Fighting Frogs da França. Em caso de vitória ou derrota, os brasileiros encaram The Outback Team Australia ou a Coreia do Sul.

Vale lembrar que uma derrota em algum dos dois primeiros jogos elimina a chance brasileira de disputar medalha. Entenda a fórmula de disputa e veja a sequência dos jogos abaixo.

Os confrontos

Ex.: Equipe vs. Equipe (nome da chave)

Primeira rodada – 9 de julho

#6 Austrália vs. #7 Coreia do Sul (B2)
#5 França vs. #8 Brasil (B1)
#2 Canadá vs. #3 México (A2)
#1 Estados Unidos vs. #4 Japão (A1)

Segunda rodada – 12 de julho

Perdedor B2 vs. Perdedor B1 (B3)
Vencedor B1 vs. Vencedor B2 (B4)
Perdedor A2 vs. Perdedor A1 (A3)
Vencedor A1 vs. Vencedor A2 (A4)

Terceira rodada – 15 de julho

Perdedor A3 vs. Perdedor B3 (B5)
Perdedor B4 vs. Vencedor B3 (B6)
Vencedor A4 vs. Vencedor B4 (A5)
Perdedor A4 vs. Vencedor A3 (A6)

Finais – 18 de julho

Disputa de 7° lugar: Perdedor B6 vs. Perdedor B5
Disputa de 5° lugar: Vencedor B5 vs. Vencedor B6
Disputa do bronze: Perdedor A6 vs. Perdedor A5
Disputa do ouro: Vencedor A5 vs. Vencedor A6

Fédération Française de Football Américain divulga lista de jogadores e comissão técnica dos Fighting Frogs

FranceA Fédération Française de Football Américain apresendou nesta quinta-feira (19) a lista da comissão técnica e os jogadores convocados para disputar o IFAF World Championship. O Mundial será jogado em julho, na cidade de Canton/Ohio, nos Estados Unidos. A equipe francesa, também conhecida como Fighting Frogs, está no Grupo B junto com Brasil, Austrália e Coreia do Sul.

A FFFA organizará um treinamento para a seleção durante os dias 6 a 8 de março. As atividades serão realizadas na cidade de Amiens, que fica a 144km ao norte de Paris. O head coach Patrick Esume convocou 66 atletas para compor a primeira base da equipe.

66 atletas foram convocados por Patrick Esume. Foto FFFA/Divulgação

66 atletas foram convocados por Patrick Esume. Foto FFFA/Divulgação

O kicker e punter Boris Bede, que assinou com o Alouettes de Montréal, da Canadian Football League, não foi chamado para este treinamento em Amiens. Outro desfalque é o wide receiver Anthony Mahoungou, ex-Flash de La Courneuve, que assinou em dezembro de 2014 com a Purdue University.

Mahoungou e Bede (d) não estão entre os relacionados por Esume. Fotos FFFA/Divulgação

Mahoungou e Bede (d) não estão entre os relacionados por Esume. Fotos FFFA/Divulgação

Confira a lista dos jogadores

Quarterback
Aymeric Dethelot – Ours de Toulouse
Paul Durand – Flash de La Courneuve
Perez Mattison – sem clube

Running back
Brice Marcais – Aigles de Chambéry
Brice Rontet – Falcons de Bron
Jason Aguemon – Flash de La Courneuve
Stephen Yepmo – Black Panthers de Thonon-les-Bains
Théo Sasa Essele – Molosses de Asnières-sur-Seine

Wide receiver
Anthony Couvin – Gladiateurs de La-Queue-en-Brie
Anthony Dable – Brunswick New Yorker Lions (Alemanha)
Artchill Monney – Flash de La Courneuve
Benjamin Plu – Caïmans de Le Mans
Elvy Varela – Cougars de Saint-Ouen-l’Aumône
Franck Bozec – Servals de Clemont-Ferrand
Guillaume Moliner – Centurions de Nîmes
Mickael Doukoure – Flash de La Courneuve
Romain Clot – Kangourous de Pessac
Steve Delaval – Flash de La Courneuve

Tight end
Dan Longin – Molosses de Asnières-sur-Seine
Kévin Mwamba – Flash de La Courneuve
Robin Sebeille – Argonautes de Aix-en-Provence

Offensive line
Aniss Salama – Spartiates de Amiens
Arnauld Montgenie – Ours de Toulouse
Boubacar Diakite – Corsaires de Evry
Hugues Sejean – Templiers de Elancourt
Jean Amour Fazer – Caïmans de Le Mans
Karl-William Mbaka – Falcon de Bron
Mamoudou Doumbouya – Flash de La Courneuve
Nyohor Badiane – Flash de La Courneuve
Olivier Bordin – Cougars de Saint-Ouen-l’Aumône
Rémi Fournier – Spartiates de Amiens
Romain Kneubuhler – Molosses de Asnières-sur-Seine
Walter Gomes – Cougars de Saint-Ouen-l’Aumône
Washney Elas – Flash de La Courneuve

Defensive line
Averdie Mizius (DT) – Flash de La Courneuve
Clarck Longin (DT) – Molosses de Asnières-sur-Seine
Giovanni Nanguy (DE) – Argonautes de Aix-en-Provence
Karin Nour (DE) – Argonautes de Aix-en-Provence
Mamadou Sy (DT) – Brunswick New Yorker Lions (Alemanha)
Quentin Schiano (DE) – Kangourous de Pessac
Robin Mouton (DE) – Cougars de Saint-Ouen-l’Aumône
Samuel Norca (DE) – Flash de La Courneuve
Serguey Souleymanov (DT) – Stuttgart Scorpions (Alemanha)
Valentin Gnahoua (DE) – Caïmans de Le Mans
Willy N’kishi (DT) – Ours de Toulouse

Linebackers
Alexandre Le Gallo – Argonautes de Aix-en-Provence
Armel Ahidazan – Falcons de Bron
Arnaud Couanon Vertueux – Molosses de Asnières-sur-Siene
Baptiste Noir – Black Panthers de Thonon-les-Bains
Julien Daumont – Flash de La Courneuve
Killian Marmion – Aigles de Chambéry
Matthieu Fayard – Falcons de Bron
Pierre-Yves Ducher – Dauphins de Nice
Théophile Servant – Spartiates de Amiens
Tristan Bart – Vert et Or Université de Sherbrooke (Canadá)

Defensive backs
Arnaud Vidaller (S) – Dauphins de Nice
Aurélien Fourgeaud (CB) – Kangourous de Pessac
David Dalla Longa (S) – Kangourous de Pessac
Hugo Bertrand (CB) – Black Panthers de Thonon-les-Bains
Kevin – Yuan -(CB) – Dauphins de Nice
Sandy Marcin (CB) – Centurions de Nîmes
Sébastien Sejean (S) – Dresden Monarchs (Alemanha)
Sofiane Didouh (CB) – Spartiates de Amiens
Thomas Dotou (CB) – Caïmans de Le Mans
Tony Anderson (S) – Templiers de Elancourt
Victor Ferrier (S) – Kangourous de Pessac

A comissão técnica

Patrick Esume – head coach e coordenador ofensivo
Andreas Nommensen – técnico da offensive line
Wanja Muller – técnico dos quarterbacks
Laurent Marceline – técnico dos running backs
Mathias Torre – técnico dos wide receivers
Bob Valescente – coordenador defensivo
Martin Ricard – técnico da defensive line
Stéphane Murat – técnico dos linebackers
Rudolf Fonkoue – técnico dos defensive backs
Marc Givron – preparador físico

O Outback Team se prepara para a disputa do World Championship

OutbackA seleção australiana vai se preparando para a disputa do IFAF World Championship. A comissão técnica liderada pelo head coach John Leijten selecionará o roster final no dia 25 de fevereiro.

— Estamos realizando a seleção final nesta semana. Ela deve ser finalizada até o dia 25 deste mês — contou Syrina Richardson, ligada ao Australian Outback National Gridiron Team.

O camp contou com 83 jogadores. Foto Syrina Richardon/Facebook

O camp contou com 81 jogadores. Foto Syrina Richardon/Facebook

Um grupo de 81 jogadores participaram do pratice squad, onde 13 deles atuaram pela seleção nacional na última edição da Copa do Mundo, em 2011, na Áustria. O defensive back Scott Wolfe foi parte daquele plantel e reconhece que a experiência adquirida ajudou a desenvolver melhor o game plan do Outback Team.

— Nós aprendemos muito. Temos jogadores que jogam na Europa, que jogam em outras ligas. Temos um monte de gente que conhece um ao outro, isso nos ajuda a ter química para chegar no campo prontos — comentou Wolfe.

Donaldson é um dos remanescentes da seleção de 2011. Foto Perfil/Facebook

Donaldson é um dos remanescentes da seleção de 2011. Foto Perfil/Facebook

O treinador dos defensive backs, Ben Walker, crê que a mistura entre veteranos e novatos ajudará o time a ficar mais sólido no sistema defensivo.

— Temos Wolfe e Damien “Bluey” Donaldson que jogaram no exterior (Donaldson atuou no Dresden Monarchs da Alemanha. Hoje atua pelo Perth Broncos na Austrália). Enquanto que os jogadores novatos têm experiência em casa. Isso ajudará o head coach John Leijten a montar melhor o sistema de jogo. Todo mundo se ajuda mutuamente — disse Walker.

A vaga no Grupo B junto com Brasil, França e Coreia do Sul, deixa Leijten confiante para conquistar a primeira vitória australiana em um Mundial.

— Este grupo nos dá uma oportunidade para jogar contra adversários do mesmo nível. Temos quatro grandes times no mundo. Eles são bons demais comparando a qualidade dos nossos jogadores, de nossa liga, de nosso time. Então é melhor jogar contra França, Coreia e Brasil — explicou Leijten.

Australianos nos Estados Unidos

Adam Gotsis atuando por Georgia Tech. Foto Perfil/Facebook

Adam Gotsis atuando por Georgia Tech. Foto Perfil/Facebook

Após a participação do elenco aussie na World Championship de 2011 jogado no continente europeu, os australianos já contam com 30 jogadores em equipes da NCAA Division 1, o que inclui o defensive tackle e end Adam Gotsis, da Georgia Tech.

Segundo o Sports Business Insider, a maioria dos atletas australianos atuam em ligas como a Australian Football League (AFL), do esporte futebol australiano/australian rules football.

O futebol na Oceania segue em desenvolvimento, tanto que a NFL já se encontra de olho em talentos da região. O Seattle Seahawks selecionou na quinta rodada do draft de 2013 o defensive tackle do Alabama Crimson Tide, Jesse Williams. O jogador foi o pick número 137.

IFAF anuncia fórmula para disputa da Copa do Mundo

IFAF A International Federation of American Football divulgou na tarde desta terça-feira (10) o formato de disputa da IFAF World Championship. A Copa do Mundo será realizada em Canton/Ohio, nos Estados Unidos, durante os dias 8 e 19 de julho, no Tom Benson Hall of Fame (também conhecido como Fawcett Stadium).

A IFAF determinou que serão oito seleções nacionais para disputar o Mundial. Estados Unidos (atual campeão e país sede), Canadá, México, Japão, Coreia do Sul, França, Austrália e Brasil.

Diferentemente das edições anteriores, a competição será jogada em formato de playoffs. Na primeira rodada, os times serão divididos em dois grupos de quatro times cada: A e B. Os times A terão os melhores posicionados no ranking da IFAF; os elencos B terão as equipes com pior desempenho.

As seleções jogarão entre si dentro de seus grupos. Os três melhores do grupo A e melhor do B avançam para as semifinais. A quarta colocada do grupo A jogará com os três times restantes do B para determinar o quinto ao oitavo colocado.

O Brasil no World Championship

Com a vitória brasileira sobre o Panamá por 26 a 14, em partida pela eliminatória da IFAF América, pela última vaga ao Mundial. O Brasil entra como o oitavo colocado no ranking da IFAF de seleções. Com um pior desempenho, o Brasil Onças terá pela frente a França, Austrália e Coreia do Sul.

Saiba mais sobre a conquista da vaga à Copa do Mundo

Ainda pouco conhecido no cenário internacional, os comandados do head coach brasileiro Dan Muller querem fazer bonito em terras yankees. No momento, a comissão técnica avalia e estuda por meio de vídeos os rivais que terá pela frente.

— Vamos começar a pesquisar sobre eles agora. França e Austrália são seleções que sempre participam do mundial. A França ficou em sexto no último Mundial e terceiro no Europeu. Coreia é um time também em evolução como o nosso, jogou apenas o Mundial de 2007 — disse Muller.

Ranking da IFAF

1° – Estados Unidos
2° – Canadá
3° – Japão
4° – México
5° – França
6° – Austrália
7° – Coreia do Sul
8° – Brasil

Confira a formação dos grupos no IFAF World Championship

Ranking Seleções Grupo A
#1 EstadosUnidosMini Estados Unidos
#2 CanadaMini Canadá
#3 JapaoMini Japão
#4 MexicoMini México
Ranking Seleções Grupo B
#5 FrancaMini França
#6 AustraliaMini Austrália
#7 CoreiaMini Coreia do Sul
#8 BrasilMini Brasil

O futuro do futebol americano no Brasil está sendo montado

Em pé: Constantinov, Gomes e Piza. Agachados: Correa e Gouvêa. Foto Constantinov Arquivo Pessoal

Em pé: Constantinov, Koppe, Ferreira, Gomes e Piza. Agachados: Correa e Gouvêa. Foto Constantinov Arquivo Pessoal

Além de Pedro Gouvêa, mais três representantes do Brasil participaram do elenco do World Team contra o USA Football, na partida sub-19 organizada pela International Federation of American Football, após a realização do World Development Team, em Arlington/Texas, nos Estados Unidos.

Leia mais sobre Gouvêa no World Team

O quarterback Daniel Toledo Piza, do Botafogo Reptiles, o defensive tackle Humberto Gomes, do Vila Velha Aimorés, e o wide receiver Matheus Correa, do Brasília Leões de Judá se juntaram a Gouvêa, do Recife Mariners, para defender as cores do Brasil pelo World Team.

— O WDT é um nível muito acima do nosso pelo fato dos coaches terem muita experiência e saber com o que estão lidando. Eles sempre te corrigem. Eles vem depois do treino para falar do seu desempenho e não tem medo de te botar para jogar — comentou Piza.

O World Develoment Team também contou com a presença do head coach do Itapema Wihte Sharks e seleção catarinense, Bertu Fernandez. O WDT também serve para preparar melhor os treinadores para transferir o conhecimento adquirido no evento da IFAF.

— Eu acho que os times brasileiros devem investir em coaches. Assim que vão mudar o time em geral. Os times precisam de alguém que dê uma base ao time, um planejamento para o futuro — completou Piza.

Completaram o quadro de brasileiros no WDT Nelson Ferreira, do Recife Mariners e João Victor Koppe, do Vila Velha Tritões.

Pedro Gouvêa representou o Brasil no World Team sub-19 da IFAF

A International Federation of American Football convidou 99 atletas de 26 países para participar do World Development Team (WDT), em Arlington/Texas, nos Estados Unidos para desenvolver a técnica e trocar informações para os promissores garotos sub-19 e treinadores na prática do futebol americano.

As atividades foram lideradas pelo técnico Jim Barnes, que trabalhou com elencos de high schools e universidades nos Estados Unidos. Os jogadores tiveram a oportunidade de rever suas habilidades nos drills através de vídeos para melhorar seus game plans.

No final do terceiro dia de treinamentos, a equipe do Observer Coach Program (OCP) lecionou uma clínica teórica com as comissões técnicas para dar informações de como os coaches devem passar os conhecimentos aos seus rosters.

Atleta brasileiro em campo pelo World Team

O linebacker Gouvêa representou o Brasil no WDT. Foto Arquivo Pessoal

O linebacker Gouvêa representou o Brasil no WDT. Foto Arquivo Pessoal

No último domingo (31), a equipe do World Team, escolhida pelo OCP, encarou o selecionado da USA Football, no AT&T Stadium, casa do Dallas Cowboys. No roster do time formado pelos jogadores do Mundo, o atleta Pedro Gouvêa, do Recife Mariners, foi um dos representantes brasileiros.

Os Estados Unidos saíram vencedores do duelo com o placar de 20 a 15.

— Nos esforçamos, mas os Estados Unidos vieram muito forte no fim do jogo — contou Gouvêa.

Em 2016, Nelson Ferreira terá uma nova oportunidade de retornar aos treinamentos e já revelou sua intenção de voltar ao WDT.

A vaga na Copa do Mundo é nossa!

Jogadores do Brasil celebram conquista inédita. Foto Trois/Divulgação

Jogadores do Brasil celebram conquista inédita. Foto Trois/Divulgação

O dia 31 de janeiro passou a ser uma data inesquecível para a história do futebol americano no Brasil. No estádio Rommel Fernandez, no Panamá, na noite do último sábado (31), a Seleção Brasileira venceu o selecionado local e garantiu a inédita vaga para a IFAF World Championship. Com amplo domínio na partida, o Brasil Onças anotou 26 a 14 no placar para garantir o passaporte rumo a Canton/Ohio, nos Estados Unidos, sede do Mundial. A competição acontece em julho deste ano.

— São anos de dedicação, de muito trabalho, sempre visando esse dia, no qual o Brasil estaria no grupo dos melhores do mundo no futebol americano. Conquistar a vaga para a Copa do Mundo é um feito histórico, mas o nosso potencial é ainda maior. A vitória nos motiva a termos ainda mais conquistas, e, a partir de agora, nosso foco é a Copa do Mundo. A Seleção Brasileira vai se dedicar ainda mais para termos uma excelente participação no Mundial — comemorou Flávio Cardia, presidente da Confederação Brasileira de Futebol Americano.

Com o triunfo, o Brasil se junta aos já classificados Estados Unidos (atual campeão e país sede), Canadá, México, Japão, Coreia do Sul, Austrália e França. A Copa do Mundo é organizada pela International Federation of American Football e terá sua quinta edição em 2015.

O confronto

O cantar do hino nacional pelos jogadores da Seleção Brasileira já indicava o espírito com o qual os atletas entraram em campo para a decisão contra o Panamá. A entrega a cada jogada revelava a importância da partida. Atento desde o primeiro segundo de jogo, o Brasil Onças não demorou para abrir o placar. Já na primeira campanha ofensiva, o quarterback Ramon “Mamão” Martire, encontrou o wide receiver Rodrigo “Vinny” Pons na end zone panamenha para touchdown, e Raiam dos Santos deixou a vantagem brasileira em 7 a 0.

Na sequência, a linha defensiva verde e amarela trabalhou bem e forçou o Panamá ao punt. Porém, quando se aproximava para ampliar o placar, Martire foi interceptado, e ainda viu o linebacker Adrian Flores anotar um pick six, empatando o jogo após a confirmação do extra point. A Seleção Brasileira não se abalou e respondeu da melhor maneira, logo no início do segundo quarto um novo touchdown da dupla Martire-Pons, encerrando o primeiro tempo em 14 a 7 para o Brasil.

O Panamá voltou melhor após o intervalo, com sua linha ofensiva superando a defesa e ganhando jardas. A campanha resultou em touchdown e extra point, empatando a disputa em 14 a 14. No primeiro ataque do terceiro quarto, a Seleção Brasileira voltou com Rodrigo Dantas como quarterback titular. Com ele no comando da linha ofensiva, a equipe chegou perto da end zone, mas teve que optar pelo field goal a oito jardas do touchdown. Raiam converteu e recolocou vantagem no placar: 17 a 14.

O ímpeto panamenho foi contido pela defesa brasileira no quarto e último quarto de partida, e o Brasil Onças teve novamente a posse de bola após o punt adversário não ultrapassar a jarda de número 35 do próprio campo. Mesmo com uma excelente posição para atacar, a pontuação veio em novo field goal de Raiam. Com 20 a 14, a última vaga do continente americano para a Copa do Mundo estava próxima de ser verde e amarela.

Nos minutos finais do jogo, ela se confirmou. O free safety Cleverson Freitas interceptou a tentativa de passe de Diego Cohen, e a campanha terminou em touchdown do running back Bruno Santucci, após boa corrida. Para deixar a diferença de pontos em duas posses de bola, o Brasil tentou a conversão de dois pontos. Sem sucesso. Mas o 26 a 14 que o placar exibia o necessário para sacramentar o triunfo. Para coroar a conquista, Yuri Mohr ainda anotou nova interceptação no minuto final. Pela primeira vez na história, uma das vagas para a Copa do Mundo de Futebol Americano é brasileira.