Arquivo da tag: Fluminense Imperadores

Botafogo Reptiles terá Martire como quarterback na temporada 2015

Martire troca rubro-negro pela estrela solitária. Foto Perfil/Facebook

Martire troca o rubro-negro pela estrela solitária. Foto Perfil/Facebook/Big Play

O Botafogo Reptiles anunciou o seu primeiro reforço para a temporada 2015. O quarterback Ramon “Mamão” Martire, QB titular da Seleção Brasileira e ex-Flamengo, vai defender as cores do rival carioca.

Segundo o jogador, a saída do rubro-negro foi suave, e que atuar pela pelos Reptiles por opção pessoal. Retornar a atuar com antigos companheiros de Fluminense Imperadores também pesou a favor dos Reptiles.

— Sai porque a diretoria fez algumas escolhas que eu não concordei e tive que fazer uma escolha pessoal. A escolha dos Reptiles foi porque tenho amigos lá da época dos Imperadores — explicou Martire.

A mudança de ares no Rio de Janeiro também gera novos horizontes para o quarterback, que almeja conquistar o Torneio Touchdown. O QB tem acordo por tempo indeterminado na equipe

— A expectativa é a melhor possível. Em dois anos o time (Reptiles) já chegou em uma semifinal do TTD. Pretendo ficar na equipe e ganhar jogos, e se deus quiser, títulos — comentou Mamão.

O coordenador de ataque do Botafogo, David Lotufo, comemorou o acerto.

— Não tem muito a ser dito sobre o Mamão. Seu currículo já diz tudo: campeão do Touchdown, da CBFA, Carioca Bowl, titular da Seleção em todos os jogos, menos o primeiro. Um estudioso do esporte, com alto QI de futebol americano, além de ser um ótimo companheiro de time. É um jogador que não chega pra somar. Chega para multiplicar — comentou Lotufo.

Enquanto o head coach dos Reptiles, Duda Duarte, celebrou o acerto do novo quarterback no roster.

— É um grande prazer ter um jogador da classe do Mamão nos Reptiles. Já tive a oportunidade de jogar com ele na Seleção Carioca e temos grande amizade. Sua habilidade como QB é enorme. Além de ser um líder nato. Irei aprender muito com ele, e espero que passe meu conhecimento na posição para aprimorar seu talento — disse Duda.

Anúncios

Exclusiva: Martire afirma ‘vou treinar ainda mais forte para manter minha vaga’

Martire tenta aprender com a vinda de QBs americanos. Foto Perfil/Facebook

Martire procura aprender com a vinda de QBs americanos. Foto Perfil/Facebook

Com a chegada de Casey “KC” Frost no roster do Flamengo, o clube carioca agora conta com dois quarterbacks de elite no cenário nacional. O americano tem miores possibilidades de entrar direto no depth chart de Otavio Roichman, enquanto que Ramon Martire pode ser relegado a segunda opção.

O brasileiro passou pela mesma situação em 2011, quando defendia as cores do Fluminense Imperadores. Naquela época, o americano Matt Basseuner liderou o time do Rio de Janeiro a conquista do Brasil Bowl II, contra o Coritiba Crocodiles, no estádio Couto Pereira, enquanto que Martire se tornou reserva.

O atleta não se preocupa em repetir a temporada de 2011 e nem cogita a ideia de procurar outra equipe para defender, depois da chegada de KC.

– Faço parte da equipe desde 2009, já passei por isso em 2011, e agora não será diferente. Vou continuar fazendo a minha parte, não vou abandonar meus amigos de time por pura vaidade. Na minha opinião a situação é a mesma, um QB (Frost) de alto nível que treinou e joga desde os 9 anos de idade nos Estados Unidos. Vou tentar aprender ainda mais e evoluir com isso – comentou Martire ao Touchdown.

Ramon é um dos quarterbacks das Seleção Brasileira comandada pelo head coach Dan Muller. Caso a temporada de 2011 venha a se repetir, o jogador acredita que ainda será chamado para defender as cores do Brasil nas eliminatórias da IFAF World Championship, contra o Panamá. Assim como foi no amistoso contra o Chile, em janeiro de 2012.

– Em relação a Seleção, não posso responder pelo Dan, mas acredito que são coisas diferentes. Tenho um bom histórico em tudo que participei na Seleção, tanto nos camps quanto nos jogos. Vou treinar ainda mais forte para manter minha vaga tanto no Flamengo quanto na Seleção – completa Martire.

Flamengo terá time no Torneio Touchdown

O tradicional Clube de Regatas Flamengo contará com mais uma modalidade dentro da entidade. Os cariocas terão um elenco para a pratica do futebol americano. Os rubro-negros estão inscritos no Torneio Touchdown, que ocorrerá no segundo semestre.

O time participará por meio da extinda equipe dos Imperadores, na qual tinham parceria com o rival Fluminense. A nova equipe herdará toda a história dos Imperadores, como os títulos do Torneio Touchdown e a Liga Brasileira de Futebol Americano.

“A equipe já nasce com pedigree de campeão, contando com um dos elencos mais fortes do FA no Brasil – 2 títulos nacionais, 32 vitórias e apenas 3 derrotas desde sua criação, além de servir como base das convocações da Seleção Brasileira em 2011 e 2013”, divulgada em nota oficial pela assessoria do Flamengo.

O rubr-negro está na Conferência George Halas, junto com o Corinthians Steamrollers (atual campeão), Botafogo Challengers, Campo Grande Graveddigers e o Uberlândia Lobos.

Vale ressaltar que o Rio Grande do Sul será representado pelo Caxias Gladiators e o Porto Alegre Bulls. Santa Catarina contará com o Jaragua Breakers e o Timbó Rex.

Torneio Touchdown confirma edição com 20 equipes

A quinta edição do TTD terá uma novidade em relação a temporada passada, antes eram 18 elencos, agora são 20. O Rio Grande do Sul e Santa Catarina estão garantidos com quatro equipes. Porto Alegre Bulls, Jaraguá Breakers, Timbó Rex e o estreante Caxias Gladiators.

Dos antigos 18 times, 16 confirmaram presença. Palmeiras Locomotives e ABC Corsários optaram por se retirar da edição de 2013. Além da entrada de mais três equipes que participaram do campeonato brasileiro chancelado pela antiga AFAB, são elas: Fluminense Imperadores, Minas Locomotiva e Salvador All Saints.

Confira a lista dos integrantes da temporada 2013 do TTD

Corinthians Steamrollers – atual campeão
Botafogo Mamutes
Botafogo Challengers
Brasília V8
Caxias Gladiators
Campo Grande Gravediggers
Fluminense Imeradores
Ipatinga Tigres
Jaraguá Breakers
Minas Locomotiva
Lusa Rhynos
Porto Alegre Bulls
Salvador All Saints
Santos Tsunami
Timbó Rex
Tubarões do Cerrado
Uberlândia Lobos
Vasco da Gama Patriotas
Vila Velha Tritões
Vitória Antares

Compacto entre Crocodiles e Imperadores

Confira os highlights do jogo entre Coritiba Crocodiles e Fluminense Imperadores pela semifinal do campeonato brasileiro.

Crocodiles derrubam Imperadores e vão à final do brasileiro

Em um duelo de gigantes, o Coritiba Crocodiles fez valer o mando de campo e sair vitoriso contra o rival Fluminense Imperadores. O jogo ocorreu no tradicional campo do Imperial, em Curitiba. Os répteis venceram o confronto por 17 a 15. A conquista garante os paranaenses na disputa pelo título no Brasil Bowl.

Os visitantes sairam na frente com um field goal anotado pelo kicker #82 Cebola. Os Crocodiles reagiram na campanha seguinte, quando o running back artilheiro do time #23 Bruno Santucci marcou o primeiro touchdown da partida. O K #89 Adan Rodrigues acertou o extra point. Ainda no primeiro tempo, o defensive end #98 Delmer Zoscher ampliou a diferença com mais um TD para os mandantes depois de recuperar um snap mal executado pelo center dos Imperadores. Rodrigues converteu o xp.

Na votla do halftime, Rodrigues acertou um field goal de mais ou menos 23yd. Restava menos de um minuto para o final do terceiro quarto, quando o corner back #21 Filipe Sodré intercepta o lançamento do QB #1 Toddy e retorna para TD. O extra point foi desperdiçado. Os cariocas ainda diminuiram a diferença no último período com o quarterback #4 Ramon “Mamão” Martire ao conectar o wide receiver #82. A conversão de 2pts foi ruim.

Bastou a equipe dos Crocodiles controlar o relógio e esperar o final da partida. É a terceira vez que o time de Curitiba participa de uma final de campeoanto. Os Crocodiles irão reeditar a final de 2010 da extinta Liga Brasileira contra o Arsenal em Cuiabá. O Brasil Bowl está marcado para o dia 24 de novembro, no estádio do Dutrinha.

Crocodiles e Imperadores batalham por vaga na final

Dois gigantes do futebol americano no Brasil se encaram nesse domingo para definir quem vai à final do Brasil Bowl. Os times reeditam a final da temporada 2011, quando os cariocas venceram o rival no estádio do Couto Pereira e ficaram com o título nacional, ainda pela extinta Liga Brasileira.

O confronto será no tradicional Campo do Imperial, às 15h, em Curitiba. Ambos vem de vitória sobre os maiorres rivais. Os Crocodiles derrotaram o Curitiba Brown Spiders por 22 a 19, enquanto que os Imperadores ganharam do São Paulo Storm  por 25 a 20.

O vencedor garante vaga no Brasil Bowl e enfreta o ganhador de Botafogo Espectros e Cuiabá Arsenal.

Porto Alegre Pumpkins se despede do campeonato brasileiro

Os Pumpkins chegaram a encostar no placar durante o terceiro quarto, mas não conseguiram segurar o ataque adversário no resto da partida. Foto Carol Pinnow

O Porto Alegre Pumpkins está fora do campeonato brasileiro de futebol americano. No sábado, o time perdeu fora de casa para o Cuiabá Arsenal por 41 a 7 e foi eliminado do certame. Foi a melhor campanha do Rio Grande do Sul em uma competição nacional. Na semifinal, o Arsenal enfrentará o Botafogo Espectros. Coritiba Crocodiles e Fluminense Imperadores fazem o outro confronto.

O Arsenal abriu o placar logo no primeiro drive. Os cuiabanos fizeram o primeiro touchdown com o #73 Deneva. Os donos da casa ousaram em um onside kick. O time recuperou a posse da bola. Na campanha seguinte anotaram o segundo TD, novamente com Deneva.

Depois do susto, os abóboras conseguiram entrar no ritmo do jogo. Os Pumpkins seguraram o forte ataque do Arsenal até o final do primeiro tempo.

Na volta do halftime, o quarterback #12 Daniel Romanenco liderou a reação dos visitantes. Em um ótimo passe de 30yd o QB encontrou o wide receiver #89 Luã Fontoura, que marcou o touchdown para os gaúchos. Fontoura tratou de acertar o extra point.

O forte calor e o elenco reduzido atrapalharam as estratégias dos Pumpkins em continuar com o bom rendimento. O Arsenal acabou com a chances dos laranjas com mais um TD.

No último quarto, o running back americano #24 Kanneth Joshen anotou mais um TD para os donos da casa. Joshen marcou mais um touchdown na campanha seguinte. Os mandates fecharam a conta com um passe do QB #12 Danda de 14yd para o receiver #44 dentro da end zone. Final 41 a 7.

“A temporada de 2012 superou as nossas expectativas, e nós provamos que podemos estar entre os melhores times do Brasil. Sem dúvida essa foi uma temporada de acima de tudo muito aprendizado. Espero que nós possamos utilizar esse aprendizado para que a gente possa chegar cada vez mais longe”, explica o defensive tackle Thomás Leal.

Imperadores vencem Storm e garantem vaga nas semifinal

Na tarde de ontem o Fluminense Imperadores derrotou o São Pulo Storm pelas quartas de final do campeoanto brasileiro. Os cariocas derrotaram o rival por 25 a 20, no Rio de Janeiro. O time garante uma das vagas na semifinal da competição. Os Imperadores viajarão para Curitiba onde enfrentarão o campeão da Condeferência Sul, o Coritiba Crocodiles. O jogo será no dia 10 ou 11 de novembro. A data ainda será definida pela AFAB.

O clássico foi protagonizado pelo duelo de QBs entre Urlacher (SP) e Mamão (RJ). Foto Divulgação/Imperadores

Nota oficial do Minas Locomotiva sobre o WO do São Paulo Storm

Texto/Assessoria Minas Locomotiva

Belo Horizonte, 24 de Outubro de 2012

No dia 20/10/2012 estávamos preparados para sair de Belo Horizonte/MG rumo a Taubaté/SP para realização da partida Minas Locomotiva x São Paulo Storm pelo Campeonato Brasileiro de Futebol Americano – AFAB, partida válida pelos playoffs regionais.
Contudo, não viajamos. A empresa que contratamos para realizar a viagem nos enviou um ônibus diferente daquele aprovado na semana anterior. Esse veículo não possuía os requisitos mínimos de segurança para realização da viagem. Nesse momento optamos pela segurança, integridade física e pela vida dos nossos atletas e cancelamos a viagem.

Entendemos que é de responsabilidade nossa checar o ônibus antes da viagem. O fizemos na semana anterior, antes do primeiro adiamento, e não poderíamos prever que a empresa contratada mandaria um carro diferente do previamente aprovado.

Imediatamente entramos em contato com o São Paulo Storm para informar do ocorrido, inicialmente através do seu Head Coach, Danilo Muller. Esse contato foi feito pelo Cristiano Amaral, um dos conselheiros do nosso time. Um pouco mais tarde, ainda na madrugada de sábado para domingo, um dos nossos diretores (Felipe Hadad) conversou diretamente, por telefone, com o presidente do São Paulo Storm (Bruno Ribeiro) e explicou a situação.

Desses contatos não tivemos nada diferente de: “Ok, entendemos. Vemos isso depois.”
Com isso voltamos para casa, frustrados, mas tranquilos de que tentaríamos remarcar a partida. Por isso foi enorme a surpresa quando soubemos que o time do São Paulo Storm estava em campo, uniformizado e equipado no momento da partida. Com a arbitragem presente, preencheram e assinaram a súmula, sendo assim declarado WO.

Antes de prosseguir, gostaríamos de deixar claro que não queremos contestar o WO aqui. Esse momento já se foi. Na ocasião que optamos pela segurança dos nossos jogadores e cancelamos a viagem estávamos preparados para ceder o WO, caso não houvesse possibilidade da realização da partida, considerando que este seria um procedimento conforme o regulamento.

O problema em questão é que nos sentimos enganados, simples assim. Acreditamos que iríamos negociar a possibilidade de uma nova partida e em nenhum momento algum representante do São Paulo Storm disse que exigiriam o WO em campo no domingo.

Essa partida seria realizada neste domingo porque, na semana anterior, foi cancelada pelo São Paulo Storm devidos às fortes chuvas em São Paulo. O que aconteceria se o Minas Locomotiva alegasse impossibilidade de jogar no fim de semana do dia 21? Seria declarado WO a nosso favor? Contra? A tabela sofreria alterações para a realização da partida?

É realmente motivo de força maior não terem um campo disponível para jogo (mesmo sabendo da forte possibilidade de chuvas e de veto de uso do campo por parte de sua administração)? Mais do que a irresponsabilidade de uma prestadora de serviços ao enviar um ônibus sem condições de viagem?

Estabelecemos uma política de boa vizinhança, compreendemos a situação “imprevista” pela qual o time adversário passava e topamos a transferência da partida para semana seguinte. Em prol do desenvolvimento do futebol americano nacional, aceitamos o adiamento para fazer essa partida acontecer. Infelizmente, quando fomos nós vítimas de algo que fugia ao nosso controle, a mesma cortesia não nos foi estendida.

Gostaria de retomar situação semelhante que ocorreu durante a fase regular do campeonato, o adiamento da nossa partida contra o Fluminense Imperadores. Novamente, não impusemos obstáculos por saber das dificuldades que nosso esporte enfrenta hoje. Ainda bancamos muito (pra não dizer tudo) do nosso próprio bolso e fazemos milagres acontecerem sem apoio externo.

A partida foi adiada e veio ocorrer somente duas semanas após a data inicial prevista. Mesmo com todas essas dificuldades, a partida foi realizada e a equipe do Fluminense saiu vitoriosa em campo.

Tivemos também a situação “mais polêmica” do campeonato até então, que foi a suspensão do jogo Serra Cabritos x Fluminense Imperadores. Durante todo o campeonato foram discutidas inúmeras opções para a realização da mesma e todas elas foram esgotadas antes de que, enfim, fosse decretado o WO. E ainda assim, essa partida não foi determinante para classificação de nenhuma das equipes.

Contudo, nesse fim de semana o mesmo não aconteceu conosco. Asseguramos aos nossos jogadores que não seria declarado WO no domingo, que todas as partes tinham sido devidamente informadas e que faríamos todo o possível para realização da partida. Nós estávamos dispostos a jogar por 3 semanas seguidas (melhor cenário possível, caso saíssemos vitoriosos contra o São Paulo Storm e Fluminense Imperadores) para que o cronograma do campeonato não sofresse maiores alterações.

Seremos (e já fomos) amplamente criticados, inclusive por nossos próprios jogadores, por termos “simplesmente” aceitado o cancelamento na semana passada. Mas, enquanto organização, não tínhamos porque não aceitar. Mantínhamos uma relação amistosa com a equipe do São Paulo Storm e queríamos, mais que tudo, estar em campo durante os playoffs de um torneio de nível nacional pela primeira vez.

Tivemos de lidar com jogadores que não estariam disponíveis na nova data, além do transtorno causado pelo jogo no domingo, mas nem por isso recusamos a atender a solicitação de adiamento.
Na segunda-feira, enfim, conseguimos nosso primeiro contato desde a madrugada de domingo com o São Paulo Storm. Este veio através de email formal no grupo da AFAB, oficializando o resultado de WO.

Apesar do WO ter sido acatado, foi informada a possibilidade de remarcação da partida, contanto que outras equipes não fossem prejudicadas pela mudança na tabela e que a equipe do Storm conseguisse um campo para realização da partida. Caso contrário esse resultado seria mantido. A confirmação deveria sair até as 14h do dia seguinte.

Teve início uma árdua negociação em busca da viabilização desse projeto, intermediada pelo presidente da AFAB, Flávio “Skin” Cardia. Mais uma vez, o Fluminense Imperadores participou das negociações e mostrou-se solícito e solidário à nossa causa, abrindo mão de uma possível semana de folga para que a partida fosse realizada no fim de semana do dia 27.

No dia seguinte, por volta do horário previsto chega a notícia que o Storm teria conseguido um campo. Respondemos “Vamos jogar”.
Nesse momento foi encaminhado um email para o grupo de arbitragem informando sobre a remarcação. E então veio a surpreendente resposta do São Paulo Storm, “sem definição ainda”. Ficamos confusos. Tínhamos acabado de receber confirmação de campo e agora nada estava definido?

E mais uma vez, aguardamos. Porém, chega um momento que não podemos mais nos sujeitar dessa maneira e deixar nosso destino nas mãos dos outros. Considerando o que aconteceu no domingo, não tínhamos tantas esperanças de que poderíamos contar com a boa vontade do adversário para realização da partida, que até então não havia se pronunciado publicamente a favor da remarcação, como o fez para o WO. Por “publicamente” entendemos “através de comunicado oficial”. Conversas particulares através de terceiros não contam como compromisso assumido diante de toda AFAB e, com isso, sujeitas à fiscalização de seus membros.

Passadas algumas horas da expiração do prazo acordado, exigimos uma posição a respeito da realização da partida ou o cancelamento, como dito anteriormente. A confirmação veio minutos depois, através de um email do Storm (no grupo de emails da AFAB) sobre o não-êxito na busca por campos e, portanto, sendo definida a vitória por WO a favor do São Paulo Storm.

Nesta nota buscamos expor um relato dos fatos ocorridos desde domingo até terça-feira, quando foi dado veredito final sobre o caso. Talvez ingenuamente, pensávamos que acima de tudo tínhamos o objetivo comum de realizar jogos excitantes e de alto nível técnico em busca da excelência dentro e fora de campo e do crescimento mútuo das equipes.

É com grande tristeza que nos despedimos da primeira edição do Campeonato Brasileiro de Futebol Americano. Tivemos a honra de fazer parte desse momento histórico do FA nacional. Ainda tínhamos o que mostrar sobre quem somos dentro de campo, da evolução que tivemos nos últimos anos e de que temos direito, conquistado com nosso próprio esforço, de entrar para o seleto grupo da elite do futebol americano nacional.

Continuaremos batalhando em busca dos nossos objetivos. Nós, o Minas Locomotiva, começamos agora a nos reestruturar para comportarmos nosso crescimento de maneira mais adequada e profissional. Certamente estaremos mais bem preparados para os desafios que nos esperam no próximo ano.

Atenciosamente,

Diretoria Minas Locomotiva