Arquivo da tag: LBFA

Flamengo terá time no Torneio Touchdown

O tradicional Clube de Regatas Flamengo contará com mais uma modalidade dentro da entidade. Os cariocas terão um elenco para a pratica do futebol americano. Os rubro-negros estão inscritos no Torneio Touchdown, que ocorrerá no segundo semestre.

O time participará por meio da extinda equipe dos Imperadores, na qual tinham parceria com o rival Fluminense. A nova equipe herdará toda a história dos Imperadores, como os títulos do Torneio Touchdown e a Liga Brasileira de Futebol Americano.

“A equipe já nasce com pedigree de campeão, contando com um dos elencos mais fortes do FA no Brasil – 2 títulos nacionais, 32 vitórias e apenas 3 derrotas desde sua criação, além de servir como base das convocações da Seleção Brasileira em 2011 e 2013”, divulgada em nota oficial pela assessoria do Flamengo.

O rubr-negro está na Conferência George Halas, junto com o Corinthians Steamrollers (atual campeão), Botafogo Challengers, Campo Grande Graveddigers e o Uberlândia Lobos.

Vale ressaltar que o Rio Grande do Sul será representado pelo Caxias Gladiators e o Porto Alegre Bulls. Santa Catarina contará com o Jaragua Breakers e o Timbó Rex.

Anúncios

Brasil Bowl – Cuiabá Arsenal x Coritiba Crocodiles

#23 Santucci bateu na trave por três vezes pelo título nacional. O running back busca a conquista histórica. Foto Bruna Bittencourt

Amanhã os dois melhores times do campeonato brasileiro se enfrentam para decidir quem conquistará a primeira edição do certame organizado pela Associação Brasileira de Futebol Americano. A partida entre Arsenal e Crocodiles marca na história do esporte no Brasil.

Dos 34 timdes, após 89 partidas da temporada regular, sobraram 17 equipes para disputar os playoffs. Dentre todos, Arsenal e Crocodiles derrubaram os rivais. A edição de 2010 da antiga Liga Brasileira será relembrada. Cuaibanos e paranaenses duelam novamente por um título. O estádio do Dutrinha outra vez será o palco para este jogo histórico.

O Coritiba Crocodiles é o Sul na final do brasileiro. O elenco liderado pelos running backs #23 Bruno Santucci e #21 Luas Mullet mostrou que tem poderio para levantar pela primeira vez o troféu de campeão nacional. Os alviverdes estão invictos na competição, em nove jogos foram nove vitórias. No Mato Grosso, a equipe terá a grande missão de parar o americano Kenneth Joshen.

“Nem sei em que posição ele vai jogar, se no ataque ou na defesa. Então fica meio complicado. Nos retornos o negócio é não dar chance dele retornar e conseguir touchbacks ou chutar os punts para a lateral. Se ele jogar no ataque de RB, sabemos como parar corridas, pois treinamos contra os dois dos melhores runnings backs que eu conheço no Brasil. Se jogar na defesa, temos que evitar os passes em cima dele o cara é diferenciado e merece respeito”, comentou o presidente  e tight end dos Crocodiles, Gerrard Kaghtazian.

Os Crocodiles contarão com o retorno de Joe Roger e Matheus “Mon” Jackimiu. Ambos atletas que atuam nos Estados Unidos. O primeiro atuará como wide receiver e strong safety. O segundo como left tackle e defensive tackle. Os dois vem para somar experiências na forte equipe do Paraná.

Pelo lado dos mandantes, em oito jogos, oito vitórias. O Arsenal é a grande potência do Centro-Oeste. A estrela do time é o americano Kenneth Joshen. O jogador tanto pode atuar como safety ou running back. O grupo tambem contará com o retorno de jogadores que atuam em terras americanas. Heron Azevedo, Ricardo Schultz, Wesley Jardim e Luis.

Mesmo para jogar somente a final, Schultz se diz muito adaptado ao estilo de jogo do Arsenal. O alteta que está no Brasil desde a semana passada, o defensive end já treinou com os companheiros e tem ideia de como parar as corridas de Santucci e Mullet.

“Já temos algo montado para isso (sobre as jogadas com Santucci e Mullet). Vamos entrar para parar o ataque do Crocodiles. Estou aqui desde quarta da semana passada. O esquema de jogo (do Arsenal) é praticamente o mesmo da minha High School que joguei esse ano nos EUA”, explica Schultz.

Amanhã, às 19h no horário de Brasília, Arsenal e Crocodiles jogam no estádio do Dutrina, em Cuiabá, na briga pelo título de campeão brasileiro.

Faltam três dias para o Brasil Bowl

Em pouco tempo o Brasil saberá quem será o novo campeão brasileiro. Cuiabá Arsenal e Coritiba Crocodiles medirão forças para conquistar a hegemonia brasileira. Dia 24 de novembro será mais uma data história para o futebol americano nacional. O campo do Dutrinha será o palco para a festa. A partida começará às 18h (19h no horário de Brasília). As equipes reeditam a final da temporada 2010 da antiga Liga Brasileira, quando naquela época os mato-grossenses sairam campeões.

Crocodiles derrubam Imperadores e vão à final do brasileiro

Em um duelo de gigantes, o Coritiba Crocodiles fez valer o mando de campo e sair vitoriso contra o rival Fluminense Imperadores. O jogo ocorreu no tradicional campo do Imperial, em Curitiba. Os répteis venceram o confronto por 17 a 15. A conquista garante os paranaenses na disputa pelo título no Brasil Bowl.

Os visitantes sairam na frente com um field goal anotado pelo kicker #82 Cebola. Os Crocodiles reagiram na campanha seguinte, quando o running back artilheiro do time #23 Bruno Santucci marcou o primeiro touchdown da partida. O K #89 Adan Rodrigues acertou o extra point. Ainda no primeiro tempo, o defensive end #98 Delmer Zoscher ampliou a diferença com mais um TD para os mandantes depois de recuperar um snap mal executado pelo center dos Imperadores. Rodrigues converteu o xp.

Na votla do halftime, Rodrigues acertou um field goal de mais ou menos 23yd. Restava menos de um minuto para o final do terceiro quarto, quando o corner back #21 Filipe Sodré intercepta o lançamento do QB #1 Toddy e retorna para TD. O extra point foi desperdiçado. Os cariocas ainda diminuiram a diferença no último período com o quarterback #4 Ramon “Mamão” Martire ao conectar o wide receiver #82. A conversão de 2pts foi ruim.

Bastou a equipe dos Crocodiles controlar o relógio e esperar o final da partida. É a terceira vez que o time de Curitiba participa de uma final de campeoanto. Os Crocodiles irão reeditar a final de 2010 da extinta Liga Brasileira contra o Arsenal em Cuiabá. O Brasil Bowl está marcado para o dia 24 de novembro, no estádio do Dutrinha.

Crocodiles e Imperadores batalham por vaga na final

Dois gigantes do futebol americano no Brasil se encaram nesse domingo para definir quem vai à final do Brasil Bowl. Os times reeditam a final da temporada 2011, quando os cariocas venceram o rival no estádio do Couto Pereira e ficaram com o título nacional, ainda pela extinta Liga Brasileira.

O confronto será no tradicional Campo do Imperial, às 15h, em Curitiba. Ambos vem de vitória sobre os maiorres rivais. Os Crocodiles derrotaram o Curitiba Brown Spiders por 22 a 19, enquanto que os Imperadores ganharam do São Paulo Storm  por 25 a 20.

O vencedor garante vaga no Brasil Bowl e enfreta o ganhador de Botafogo Espectros e Cuiabá Arsenal.

Gladiators duelam contra velho rival paranaense

O Joinville Gladiators quer aproveitar que vem de uma vitória sobre o UFPR Legends e buscar mais uma conquista fora de casa. Desta vez o rival será o Foz do Iguaçu Black Sharks. O jogo será no sábado, no estádio do ABC, em Foz do Iguaçu. Os dois times são velhos rivais desde a temporada 2010 na antiga LBFA.

Os mandantes vem de duas derrotas consecutivas no campeonato brasileiro. Os B’Sharks perderam na estreia para o rival Brown Spiders e para os Phantoms. Outra nova derrota complicaria uma possível cassificação para os playoffs.

Novamante as armas de ataque dos Glads serão os irmãos Banks. Os americanos lideraram na vitória contra os Legends por 28 a 0. Em caso de vitória dos catarinenses, os Gladiators encostam nos líderes da Divisão oeste da Conferência Sul B’Spiders e Buffalos.

Chacais apontam jogo contra os Crocodiles como teste

O Santa Cruz Chacais vem empolgado com a bela atuação diante do Santa Maria Soldiers na semana 2 do campeonato brasileiro. A matilha gaudéria vai encarar o tetracampeão paranaense, o Coritiba Crocodiles, no próximo sábado, às 14h, em São Mateus do sul.

O grupo intensifica as atividades para conquistar novo triunfo fora do Estado, algo ainda inédito para um time do Rio Grande do Sul. O vice-presidente do clube Jeancarlo Weschenfelder será um grande desafio enfrentar uma equipe que só foi derrotada duas vezes nos últimos dois anos. “Ainda mais enfrentando uma longa viagem até o local do embate, o que vai gerar um desgaste muito grande do nosso time. Mas vamos até o Paraná com foco apenas na vitória”, destaca.

Já o presidente da equipe vê o confronto contra os Crocodiles como um novo teste para os Chacais. “Ano passado, em nossa primeira competição com equipamentos de proteção, sofremos uma derrota no último jogo da LBFA por 34 pontos de diferença. O jogo deste sábado será um teste se realmente estamos no caminho certo”, comenta Gustavo “Coia” Weiss.

Os Chacias querem devolver a derrota sofira para os Crocodiles na temporada passada. Foto Divulgação/Chacais

Carta aberta do presidente da LBFA

Chegamos ao final da Temporada 2011 da Liga Brasileira de Futebol Americano e a vitória do Fluminense Imperadores sobre o Coritiba Crocodiles por 14 a 7 no Couto Pereira com 7 mil pessoas foi a “cereja no bolo”.

O Brasil Bowl 2011 marca também o final da LBFA. Foram dois anos de muito trabalho, de alegrias e tristezas, de erros e acertos e, principalmente, de muito aprendizado.

Em 2012 o Futebol Americano no Brasil viverá uma nova fase, com uma única entidade envolvida na sua gestão nacional. Será um passo importantíssimo para o esporte, contar com uma AFAB forte, atuante e trabalhando em conjunto com as equipes e com as entidades estaduais.

Encerro o meu trabalho a frente da LBFA com a sensação de dever cumprido. Certamente há várias coisas que poderíamos ter feito diferente, ou simplesmente não fizemos. Para isso, fica o aprendizado.

Nesse momento de alegria, eu quero destacar quem nos ajudou nesses dois anos, quero deixar meu muito obrigado…

Ao Mário Lewandoswki, que foi um dos fundadores da LBFA, que sempre nos apoiou e que, entre outras coisas, gentilmente nos ajudou com um endereço para o funcionamento da LBFA em São Paulo.

Ao Flávio “Skin” Cardia, que foi meu “fiel escudeiro” na Temporada 2010, a quem admiro pela capacidade de realização e pela dedicação ao esporte. O Flávio foi fundamental na realização da Temporada 2010 e na construção da Temporada 2011. E que siga com o trabalho de sucesso à frente da AFAB.

Ao Fernando Boing, tesoureiro em 2010 e secretário em 2011, a quem admiro pela maneira direta com que sempre se posiciona e pela paixão com que defende o que acredita. O Boing ajudou sobremaneira a LBFA nas duas temporadas, botando a “mão na massa” sempre e ajudando a resolver algumas das situações mais difíceis pela qual a LBFA passou em 2010 e 2011.

Ao Fabiano Alves Passos, conselheiro da LBFA em 2010, que participou ativamente do início da LBFA e ajudou a construir a base das competições nacionais de Futebol Americano no Brasil.

Ao Rodrigo de Castro Proença, conselheiro da LBFA em 2010, a quem admiro pela sobriedade mesmo nos momentos mais difíceis. O Proença me ajudou muito com seus conselhos, críticas e sugestões e, principalmente, pela maneira imparcial com que posicionou nos dois anos.

Ao Glauco Luis de Camargo Paes, conselheiro da LBFA em 2010, que trouxe a paixão que nutre pelo Sorocaba Vipers e a usou a serviço da LBFA na Temporada 2010.

Ao Democlydes Carvalho, que assumiu a função de tesoureiro e Diretor de Esportes da LBFA em 2011, a quem admiro pela integridade e pela capacidade de realização. O Dino foi fundamental na elaboração da tabela e do orçamento de 2011 e ajudou a resolver várias questões fundamentais nessa temporada.

Ao Gustavo Weiss, que assumiu a função de Diretor Administrativo da LBFA em 2011, a quem admiro pela humildade, pelo desejo de aprender e pela maneira isenta com que se posiciona. O Cóia trabalhou forte nos bastidores da LBFA e ajudou a resolver problemas importantes na temporada 2011.

Ao Leandro Maltez, conselheiro da LBFA em 2011, que participou ativamente da Temporada 2011 e nos ajudou levantando questões importantes durante a competição.

Ao Romenito Siewerdt, presidente do Conselho Disciplinar da LBFA, a quem admiro pela isenção com que tratou todos os casos e pela maneira harmoniosa de se posicionar mesmo sobre pressão. Coube ao Romenito, com a ajuda dos demais membros do Conselho Disciplinar, tratar casos complicados ao longo das duas temporadas e não termos nenhum caso que extrapolou a esfera do Conselho mostra que o trabalho foi bem feito.

A Andréa Fagundes, que deu apoio administrativo a LBFA, a quem admiro pela capacidade de realização e pela paixão no que faz. O trabalho semanal e bem feito da Andréa garantiu, por exemplo, que a documentação necessária chegasse perfeita às mãos dos responsáveis em todas as nossas partidas.

Ao Silvio Santos Júnior, que escreveu o Guia do Torcedor da LBFA em 2010, a quem admiro pelo espírito empreendedor, pela paixão no que faz e pelo amor ao esporte. O Silvio também foi um conselheiro pessoal fundamental ao longo desses dois anos e abriu portas do Band Sports para a LBFA.

Ao Ricardo Trigo e a Susy Nomura, que assumiram e cumpriram o desafio de organizar o Brasil Bowl 2010. Eu admiro a paixão e a capacidade de realização que o casal demonstra à frente do projeto do Corinthians Steamrollers. O trabalho dos dois foi fundamental para a realização da final da Temporada 2010 da LBFA.

Ao Diógenes Sena e ao Piramon Araújo, jogadores de Arsenal e Crocodiles, que me ajudaram com a dura tarefa de edição dos vídeos das partidas da Temporada 2011 da LBFA.

Ao Carlos Eduardo Duarte de Souza, mais conhecido como Duda Duarte, a quem admiro pela energia que coloca nas coisas que faz e pelo grande conhecimento de Futebol Americano. O Duda foi um entusiasta de primeira hora da LBFA, também ajudou na divulgação com o programa Bastidores da Liga e foi o narrador do Brasil Bowl 2010.

Ao Everaldo Marques, narrador da ESPN, a quem admiro pela qualidade do trabalho, pela humildade e pelo apoio que dá ao Futebol Americano no Brasil. A LBFA sempre foi muito bem recebida pela ESPN e devemos isso ao apoio do Everaldo. E também nos brindou com sua presença e narração no Brasil Bowl 2010, momento que ficará para sempre marcado na memória de quem teve o privilégio de acompanhar.

Ao Júnior Soares Martins, que escreveu vários artigos para o site da LBFA, a quem admiro pelo belo trabalho que está desenvolvendo na cobertura do Futebol Americano nacional.

Ao Daniel Miura, que ajudou na produção das matérias da LBFA, a quem admiro pela capacidade jornalística e de articulação que possui. O Miura me ajudou muito nas ideias inicias da LBFA e é sempre uma aula conversar sobre projetos com ele.

Ao Danilo Muller, que foi o principal autor das matérias da LBFA, além de ser o criador do site da LBFA. Admiro muito o Danilo pela simpatia, humildade e qualidade do seu trabalho. Seu papel à frente da produção de material para a LBFA foi fundamental para as duas temporadas. Profundo conhecedor de Futebol Americano, também foi o comentarista da transmissão do Brasil Bowl 2010 e do Brasil Bowl 2011. A Seleção Brasileira está em boas mãos!

Ao Wyllian Dom Soppa, jogador do Brown Spiders, narrador competente e que foi o narrador do Brasil Bowl 2011. Tive o prazer de ser entrevistado pelo Dom antes do Brasil Bowl e foi uma experiência muito divertida.

Ao Gerard Kaghtazian Jr, que foi secretário e vice-presidente da LBFA, a quem admiro pela firmeza e clareza com que defende seus pontos de vista, e pela capacidade de gestão que demonstra à frente do Crocodiles. O Gerard foi um dos principais articuladores do sucesso da LBFA nas duas temporadas, participou ativamente na construção dos regulamentos e ainda, junto com seus companheiros de Crocodiles e com os parceiros do Coritiba Football, fizeram do Brasil Bowl 2011 um evento memorável e que nunca será esquecido na história do Futebol Americano no Brasil.

Ao Marcelo Sampaio, que foi o Diretor de Arbitragem da LBFA em 2011 e foi o responsável, pela LBFA, do Brasil Bowl 2011. Admiro o Marcelo pela qualidade do seu trabalho, tanto à frente dos assuntos de arbitragem quanto dos assuntos administrativos. Sua dedicação permitiu que o Brasil Bowl acontecesse. Marcelo, já lhe disse isso pessoalmente e repito em público: é muito bom trabalhar com pessoas competentes como você! Obrigado, de coração!

Aos árbitros Jean Pierre Coelho Soares, Thiago Francisco Zys, Felipe Gonçalves de Oliveira, Renato Orosco Brandi, Rafael Niebuhr Maia de Oliveira, o Miliko, e Pablo Dominguez, que representaram todos os árbitros brasileiros e sul-americanos na equipe comandada pelo Marcelo Sampaio que esteve à frente da arbitragem do Brasil Bowl 2011. E deram um show!

Ao Coritiba Foot Ball Club, na pessoa do seu Gerente de Marketing Oliver Seitz, que acreditou no Futebol Americano, cedeu o Couto Pereira para a realização do Brasil Bowl e permitiu que esse evento acontecesse com toda qualidade e, principalmente, com o excelente público presente, provando que eventos de Futebol Americano de grande porte são viáveis no Brasil.

Por fim, agradeço as equipes que participaram dessas duas temporadas. Em 2010 a LBFA foi criada por Cuiabá Arsenal, Tubarões do Cerrado, São Paulo Storm, Fluminense Imperadores, Coritiba Crocodiles, Curitiba Brown Spiders, Sorocaba Vipers e Joinville Gladiators. Para a Temporada 2010 Minas Locomotiva, Corinthians Steamrollers, Brusque Admirals, Timbó Rhinos, Foz do Iguaçu Black Sharks e Porto Alegre Pumpkins se somaram às equipes fundadoras.

Em 2011 a temporada foi disputada por Cuiabá Arsenal, São Paulo Storm, Fluminense Imperadores, Coritiba Crocodiles, Curitiba Brown Spiders, Joinville Gladiators, Minas Locomotiva, Foz do Iguaçu Black Sharks, Porto Alegre Pumpkins, São José Istepôs, Santa Cruz do Sul Chacais e Spartans FA.

Sem a confiança e o trabalho dessas equipes, a LBFA não teria existido.

Mesmo correndo o risco de esquecer alguém, eu não poderia encerrar esse ciclo sem agradecer a todos aqueles que nos ajudaram. Foram dois anos de muitos desafios, muito trabalho e muita dedicação, minha e dessas pessoas. Novamente, meu muito obrigado!

E nos vemos pelos campos de futebol americano do Brasil em 2012.

Grande abraço, Orlando Ferreira Júnior Presidente da LBFA

Imperadores campeões do Brasil Bowl II

O Fluminense Imperadores conquistou o título da Liga Brasileira de Futebol Americano. O tricolor carioca venceu o Coritiba Crocodiles por 14 a 7. O jogo ocorreu no estádio Couto Pereira, em Curitiba.

É o segundo título nacional dos Imperadores. A primeira vitória aconteceu em 2009 na edição I do Torneio Touchdown.

Os visitantes abriram o placar no primeiro tempo com um touchdown anotado pelo quarterback americano Matt Bassuener. O extra point foi bom.

Na volta do half time, os mandantes apareceram para jogar. Com boas corridas de Bruno Santucci, o ataque paranaense conseguia avançar no campo. Os Crocodiles conseguiram o empate após reverse e uma excelente corrida de Gutz. As 65yd atravessadas pelo wide receiver levaram os sete mil torcedores a loucura no Couto Pereira. O xp foi convertido.

No quarto quarto, Bassuener liderou a ofensiva carioca para a virada do score. O running back Mateus “Hulk” Naegele correu até a end zone para marcar o TD do título. E com o com ponto extra convertido, bastava que a defesa controlasse o relógio.

Restava ainda uma chance para o Coxa. Entretanto, a linha de ataque não conseguia produzir. O quarterback Toddy foi pressionado pela blitz tricolor. Na quarta decida paranaense, restando dois minutos para o término do confronto, Toddy falhou na conexão do passe para Gutz, além disso, sofreu a interceptação por Ival. Os Impeadores ajoelharam no campo e esperaram o fim da partida para faturar o título da LBFA.

O MVP do duelo foi “Hulk”, por fazer o touchdown e decretar a vitória do Fluminense.

 


Imperadores conquistam o segundo título nacional. Foto Gabriel Hamilko/GloboEsporte.com



As finais estão chegando

Neste fnal de semana, dois jogos movimentarão o futebol americano no Brasil. No sábado, às 15h, pela Liga Brasileira de Futebol Americano, Coritiba Crocodiles e Fluminense Imperadores disputam o título do Brasil Bowl II. E no domingo, às 14h, o Vila Velha Tritões defende o caneco diante do Corinthians Steamrollers, pelo Torneio Touchdown.

Crododiles e Imperadores jogarão no estádio Couto Pereira, em Curitiba, uma final de invictos. Os destaques do Brasil Bowl ficarão por conta dos ataques de ambos os times. O quarterback Toddy e o running back Santucci, pelos paranaenses. O QB americano Matt Bassuener e o wide receiver Vinny, pelo tricolor carioca. O duelo será transmistido ao vivo pelo site da LBFA.

Em São Paulo, os Steamrollers vão atrás do primeiro título nacional. Os corinthianos querem tirar a hegemonia dos Tritões no Torneio Touchdown. O confronto ocorrerá no reformado estádio do Ibirapuera. Entretanto, os capixabas pretendem devolver a derrota sofrida por 38 a 21 na temporada regular, em Vila Velha, e sagrar-se o maior vencedor do TTD. O play-by-play será transmitido pelo site oficial do Torneio Touchdown.