Arquivo da tag: Recife Mariners

Drew Banks é convocado para defender a USA Football no IFAF World Championship

O quarterback Drew Banks defenderá a USA Football como wide receiver. Gabriel Siqueira/Recife Mariners

O quarterback Drew Banks defenderá a USA Football como wide receiver. Gabriel Siqueira/Recife Mariners

A Seleção Brasileira não enfrentará os Estados Unidos na primeira fase do Mundial. Em grupos separados, o sistema de classificação complica ainda mais um possível confronto, já que do Grupo B apenas uma das quatro equipes avançará à fase decisiva. Porém, caso os Onças passem da primeira fase e joguem contra os americanos, o Mariners terá um confronto particular em campo.

Drew Banks, quarterback dos Azuis, foi convocado para atuar como wide receiver pelo selecionado norte-americano. Do outro lado do campo Banks verá o técnico Lucas Cisneiros que o comanda todos os dias no Recife. O confronto não é um pensamento que passa toda hora pela cabeça de ambos, mas o técnico e o jogador não escondem que já pensam no assunto.

— Seria muito divertido e interessante se isto acontecesse, com certeza seria uma situação inusitada, mas é algo que eu estou torcendo para acontecer, pois seria uma experiência completamente diferente e nova — falou Cisneiros.

Drew preferiu ver por outro lado. Para o norte-americano seria o encontro de dois lugares que ele realmente ama, mas que tem certeza que sua seleção não teria facilidade.

— Seria ótimo jogar contra o Brasil. É um lugar que amo e o encontro entre os times seria muito bom. O Brasil tem grandes atletas que eu respeito e tenho certeza que eles estarão focados para vencer o jogo — analisou.

Com tanta intimidade entre o técnico e o atleta, algum dos lados poderia ter vantagem no duelo, mas ambos negam este fator. Tanto para Drew, como para Cisneiros, o duelo seria igual e por estarem em situações diferentes da vivenciada nos treinos do Recife Mariners.

— O técnico Cisneiros me conhece como quarterback e você se prepara de outro modo para jogar nesta posição. Como recebedor você joga mais fisicamente e não tem que se preocupar com leituras. Basta entrar e jogar — comentou Drew.

A análise do atleta apenas complementou o que pensa técnico Lucas Cisneiros, que sabe que o Drew da seleção ianque é bem diferente do que veste o azul e branco no Recife.

— Apesar de ter visto bastante como ele ensina e joga a posição de recebedor, que é a que ele vai desempenhar na seleção americana, não acredito que existiria uma vantagem para nós neste sentido. O jogo vai ser completamente diferente pois o Dan Hawkins (treinador dos EUA) vai utilizar ele de uma maneira completamente diferente da que utilizamos por aqui. Na seleção brasileira eu também desempenho um papel totalmente diferente do que faço nos Mariners. Dificilmente o que conhecemos um do outro fará uma enorme diferença direta — resumiu Lucas.

Anúncios

O futuro do futebol americano no Brasil está sendo montado

Em pé: Constantinov, Gomes e Piza. Agachados: Correa e Gouvêa. Foto Constantinov Arquivo Pessoal

Em pé: Constantinov, Koppe, Ferreira, Gomes e Piza. Agachados: Correa e Gouvêa. Foto Constantinov Arquivo Pessoal

Além de Pedro Gouvêa, mais três representantes do Brasil participaram do elenco do World Team contra o USA Football, na partida sub-19 organizada pela International Federation of American Football, após a realização do World Development Team, em Arlington/Texas, nos Estados Unidos.

Leia mais sobre Gouvêa no World Team

O quarterback Daniel Toledo Piza, do Botafogo Reptiles, o defensive tackle Humberto Gomes, do Vila Velha Aimorés, e o wide receiver Matheus Correa, do Brasília Leões de Judá se juntaram a Gouvêa, do Recife Mariners, para defender as cores do Brasil pelo World Team.

— O WDT é um nível muito acima do nosso pelo fato dos coaches terem muita experiência e saber com o que estão lidando. Eles sempre te corrigem. Eles vem depois do treino para falar do seu desempenho e não tem medo de te botar para jogar — comentou Piza.

O World Develoment Team também contou com a presença do head coach do Itapema Wihte Sharks e seleção catarinense, Bertu Fernandez. O WDT também serve para preparar melhor os treinadores para transferir o conhecimento adquirido no evento da IFAF.

— Eu acho que os times brasileiros devem investir em coaches. Assim que vão mudar o time em geral. Os times precisam de alguém que dê uma base ao time, um planejamento para o futuro — completou Piza.

Completaram o quadro de brasileiros no WDT Nelson Ferreira, do Recife Mariners e João Victor Koppe, do Vila Velha Tritões.

Recife Mariners dá o cartão de boas-vindas ao Caruaru Wolves

Os Wolves ainda disputarão o certame estadual no primeiro semestre. Foto Tatyanna Tabosa Moraes

Os Wolves ainda disputarão o certame estadual no primeiro semestre. Foto Tatyanna Tabosa Moraes

No último sábado (31), a cidade de Caruaru, em Pernambuco, recebeu pela primeira vez uma partida de futebol americano. Os Wolves encararam o Recife Mariners em um amistoso de pré-temporada da equipe local na disputa do campeonato pernambucano. O confronto ocorreu no estádio Luiz Lacerda e os visitantes levaram a melhor ao bater o rival por 41 a 0.

Os touchdowns foram anotados por Arthur Guerra (que marcou dois TDs), Raphael Cortez, Mateus Camarotti, Hermano Alburquerque e Bruno Vaz (que conquistou um pick six).

Pedro Gouvêa representou o Brasil no World Team sub-19 da IFAF

A International Federation of American Football convidou 99 atletas de 26 países para participar do World Development Team (WDT), em Arlington/Texas, nos Estados Unidos para desenvolver a técnica e trocar informações para os promissores garotos sub-19 e treinadores na prática do futebol americano.

As atividades foram lideradas pelo técnico Jim Barnes, que trabalhou com elencos de high schools e universidades nos Estados Unidos. Os jogadores tiveram a oportunidade de rever suas habilidades nos drills através de vídeos para melhorar seus game plans.

No final do terceiro dia de treinamentos, a equipe do Observer Coach Program (OCP) lecionou uma clínica teórica com as comissões técnicas para dar informações de como os coaches devem passar os conhecimentos aos seus rosters.

Atleta brasileiro em campo pelo World Team

O linebacker Gouvêa representou o Brasil no WDT. Foto Arquivo Pessoal

O linebacker Gouvêa representou o Brasil no WDT. Foto Arquivo Pessoal

No último domingo (31), a equipe do World Team, escolhida pelo OCP, encarou o selecionado da USA Football, no AT&T Stadium, casa do Dallas Cowboys. No roster do time formado pelos jogadores do Mundo, o atleta Pedro Gouvêa, do Recife Mariners, foi um dos representantes brasileiros.

Os Estados Unidos saíram vencedores do duelo com o placar de 20 a 15.

— Nos esforçamos, mas os Estados Unidos vieram muito forte no fim do jogo — contou Gouvêa.

Em 2016, Nelson Ferreira terá uma nova oportunidade de retornar aos treinamentos e já revelou sua intenção de voltar ao WDT.

Jovens promessas do Recife Mariners participam do World Development Team

Gouvêa #42 e Ferreira #63 embarcaram no último sábado (24) para treinamentos do WDT. Foto Mariners/Divulgação

Gouvêa #42 e Ferreira #63 embarcaram no último sábado (24) para treinamentos do WDT. Foto Mariners/Divulgação

Pela segunda temporada consecutiva, jovens promessas do Recife Mariners participam do World Development Team da Internetional Federation of American Football. No ano passado, o head coach Lucas Cisneiros e quarterback Rafael Palmeira representaram os pernambucanos. Neste ano, o defensive line Nelson Ferreira e o linebacker Pedro Gouvêa defendem as cores dos marinheiros em Arlington/Texas, nos Estados Unidos.

Ferreira e Gouvêa foram destaques em um training camp de jogadores sub-19 no Brasil, com o resultado, os jogadores foram convidados pela IFAF a participar do WDT, no estádio do Dallas Cowboys.

— Trabalhei muito com meu pai para conseguir o dinheiro para a passagem. Principalmente ele. Estou encarando com seriedade há mais de um ano, pois desde que soube da oportunidade, eu venho me preparando para esta semana. Minha expectativa é de conseguir botar tudo o que eu aprendi com os Mariners em prática — revelou Gouvêa que encara a viagem como uma oportunidade única.

Quanto a Ferreira, a experiência adquirida na casa do futebol americano promete ser repassada para os companheiros de equipe, assim que voltar ao Brasil.

— Para mim essa é uma oportunidade única. Ter a chance de treinar com os melhores do mundo e de possivelmente fazer parte da Seleção do Mundo sub-19 são coisas incríveis. Espero aprender muito e poder trazer muitos conhecimentos na volta para o Brasil — conta o linebacker.

O objetivo da dupla pernambucana é se destacar no World Development Team para ser selecionado à equipe World Team e poder jogar no AT&T Stadium. No próximo sábado, os 50 melhores jogadores dos mais de 100 que estão no treinamento em Dallas irão enfrentar um selecionado do USA Football.

João Pessoa Espectros anuncia o retorno de Guzman

Guzman retorna ao clube que defendeu após duas temporadas no Arsenal. Foto Espectros/Divulgação

Guzman retorna ao clube que defendeu após duas temporadas no Arsenal. Foto Espectros/Divulgação

Guzman está de volta. Após duas temporadas atuando como parte da comissão técnica do Cuiabá Arsenal, Brian Guzman acertou o retorno ao seu clube original, o João Pessoa Espectros. A confirmação da volta do head coach se deu nesta quinta-feira (22) pela diretoria da equipe e o treinador. Brian chega para substituir Marcos Crispim, que deixou o time para treinar o Recife Mariners.

Leia mais sobre a saída de Crispim para os Mariners

Nos Espectros, o técnico iniciou a carreira como wide receiver, mais tarde assumiu coordenação do time ofensivo, antes de se tornar o técnico principal da equipe em 2011. Foi campeão nordestino pelos fantasmas em 2011 e 2012.

— No fim da temporada passada, quando deixei o Arsenal, eu tinha planos completamente diferentes para 2015. Quando surgiu a possibilidade de voltar a treinar o Espectros, não pude recusar. Aqui é a minha casa e o lugar que eu escolheria para ter mais uma chance de conquistar o título (do Campeonato Brasileiro). O time mudou muito desde que saí, a gestão está infinitamente melhor sob a liderança de Guto (Guto Sousa, presidente da equipe), tenho dois coordenadores excepcionais em Kevin Veloso (ataque) e Marcelo Becker (defesa), além é claro do elenco talentoso com veteranos mais maduros e novatos promissores que agregaram ao time nos últimos anos — explicou Guzman.

Nesta sexta-feira (23), Guzman concederá uma entrevista coletiva, ao lado da diretoria dos Espectros, para contar mais sobre o seu retorno a equipe e suas expectativas para a temporada 2015.

Recife Mariners acerta contratação de Marcos Crispim para treinador do special team

Crispim (ajoelhado) ao lado do troféu da Superliga Nordeste. Foto Perfil/Facebook

Crispim (ajoelhado) ao lado do troféu da Superliga Nordeste. Foto Perfil/Facebook

A diretoria do Recife Mariners anunciou o seu primeiro reforço para a temporada 2015 da Superliga Nordeste. Os marinheiros da capital pernambucana acertaram a contratação do treinador Marcos Crispim, ex-treinador do rival João Pessoa Espectros.

No curriculum, Crispim conquistou em cinco oportunidades o troféu da Superliga Nordeste, além de ter chegado em duas ocasiões no Brasil Bowl, quando os Espectros foram derrotados por duas vezes pelo Coritiba Crocodiles.

Nos Mariners, Crispim atuará no comando do special team. O novo treinador acertou o contrato por um período indeterminado. O comandante do navio não escondeu a felicidade pelo acerto com a nova equipe.

— Houve um desgaste natural e achei que era a hora de sair e mudar de ares. Queria continuar ligado ao futebol americano e como conhecia o pessoal dos Mariners há um bom tempo, eu decidi conversar e ofereci meus serviços. Fui muito bem recebido e estou pronto para a nova temporada — explicou Crispim.

No momento, o treinador faz as viagens entre João Pessoa e Recife de carro. A ideia é que a mudança à capital pernambucana se realize no mês de abril.

— Eu estou vendo a questão da mudança. Por enquanto estou fazendo as viagens de carro, graças a Deus, Recife é vizinho a João Pessoa. Talvez em Abril já tenho me estabelecido em Recife — contou o técnico.

Na última vez em que se enfrentaram, o treinador levou a melhor sobre os pernambucanos, os Espectros derrotaram o elenco de Recife por 38 a 12, na decisão da Superliga Nordeste, na Arena Pernambuco, na temporada passada.

— Apesar dos anos de rivalidade e de ter alcançado várias glórias com os Espectros, Marcos reconheceu que os jogos contra os Mariners sempre foram os mais complicados. Principalmente pela organização da equipe. “É uma equipe tradicional e bem organizada. Tudo isso facilitou a decisão. Desde 2009 às equipes se encontram e os Mariners sempre complicaram a vida dos Espectros. A esperança é muito grande para que a equipe faça uma grande campanha novamente. Não tenho dúvida que o Mariners chegará novamente na final — finalizou.

Guto Sousa concorrerá à presidência da CBFA

Souza (c,esq), Kaghtazian (c,dir), Adeodato (b,esq) e Elkadi (b,dir) compõem a chapa à diretoria da CBFA. Fotos Perfis/Facebook

Sousa (c,esq), Kaghtazian (c,dir), Adeodato (b,esq) e Elkadi (b,dir) compõem a chapa à diretoria da CBFA. Fotos Perfis/Facebook

Nesta segunda-feira (19), A Confederação Brasileira de Futebol Americano confirmou oficialmente a candidatura do presidente do João Pessoa Espectros, Guto Sousa, para concorrer à presidência da CBFA para o biênio 2015/2016. Até o momento, há somente a inscrição de uma única chapa.

A eleição está marcada para o dia 24 de janeiro, em Recife, durante a Assembleia Geral Ordinária da CBFA.

Leia mais sobre a convocação da AGO da CBFA

A chapa liderada por Sousa será composta pelo vice-presidente Gerard Kaghtazian, do Coritiba Crocodiles, o secretário Julio Adeodato, do Recife Mariners, e o tesoureiro Wadih Elkadi, do Goiânia Rednecks.

— Comunico que na manhã de hoje a Confederação Brasileira de Futebol Americano confirmou oficialmente a inscrição da única chapa concorrente à diretoria da entidade — disse Sousa.

Cinco equipes têm vagas reservadas na primeira fase da Superliga Nordeste

linefaO calendário do primeiro semestre da Linefa está em processo de conclusão. Na primeira fase da Superliga Nordeste, cinco equipes estão com vagas reservadas para participar, são elas: Aracaju Imortais (SE) – que volta a atuar depois de uma temporada de hiato -, Maceió Marechais (AL), Recife Pirates (PE), Roma Gladiadores (CE) e Vitória FA – fusão do Vitória All Saints com o Salvador Kings.

De fora desta edição estão Ceará Fênix (CE), Natal Scorpions (RN) e Tropa Campina (PB). Segundo fonte ligada a Linefa, os times não participarão por motivos financeiros, estruturais ou de roster reduzido.

Os cinco clubes, que possivelmente disputem a fase classificatória da Supeliga Nordeste, lutam por duas vagas à fase final da competição, quando se juntam a América Bulls (RN), Ceará Caçadores (CE), João Pessoa Espectros (PB) – atual campeão -, Recife Mariners (PE) – vice-campeão -, Sergipe Bravos (SE) e Ufersa Petroleiros (RN) que entram diretamente nesta etapa por critérios técnicos.

Resultados da Semana 5 da Superliga Nordeste

Confira abaixo os resultados da Semana 5 da Superliga Nordeste.

SuperleagueNortheast