Arquivo da tag: Superliga

Gladiators que atuaram no Paraná HP retornam a Joinville

Dobner #3 Arte Perfis/Facebook

Souza #3, Junckes #89, Werner #10 e Cavichão #74 retornam ao roster dos Gladiators. Apenas Dobner #2 segue no HP.  Arte Perfis/Facebook

As estrelas do Joinville Gladiators retornam para defender a equipe na temporada 2015 do campeonato catarinense e Liga Nacional.

Depois de passar o segundo semestre para jogar pelo Paraná HP, no Torneio Touchdown, Bernardo Werner, Carlos Eduardo Brandão, Giovani Souza, Paulo Cavichão Junior e Rafael Junckes estão de volta aos glads.

Dos seis catarinenses que se transferiram para o elenco paranaense, somente Gustavo Dobner seguirá no HP. O jogador comentou com a diretoria dos Gladiators e a Federação Paranaense para atuar tanto pelos catarinenses quanto pelo HP, entretanto, a solicitação foi negada pela direção do clube de acordo com as normas da Federação Catarinense.

— Quando comentado o assunto, pelas regras da FCFA e por voto da maioria, a regra foi mantida — explicou o presidente dos Gladiators, Tiago Zimmermann.

— Vou ficar com o HP e disputar paranaense e o TTD. Sem desmerecer os glads, claro. Mas a intenção é adquirir experiência e conhecer melhor a estrutura do Paraná e do TTD — comentou Dobner.

A equipe almeja grandes voos neste temporada. O time vem de um vice-campeonato estadual em 2014. O time perdeu para o São José Istepôs nas duas vezes que se enfrentaram – tanto na temporada regular quanto na final. Os Gladiators agora tentam reconquistar a hegemonia em Santa Catarina em busca do quarto título. Para o segundo semestre, será a volta ao certame brasileiro quando o elenco de Joinville disputará uma vaga a Superliga na Liga Nacional.

— O negocio é classificar para uma Superliga esse ano e destruir nos jogos importantes ano que vem — comenta o wide receiver Rafael Junckes, que também batalha para voltar a Seleção Brasileira.

A estreia dos Gladiators será no dia 7 de março, quando a equipe recebe o Criciúma Miners na abertura da competição.

Veja a tabela de jogos do campeonato catarinense

Atualizada em 27 de janeiro de 2015, às 15h.

Anúncios

Guto Sousa projeta futuro da Confederação Brasileira de Futebol Americano

Sousa planeja novos ares na gestão da CBFA. Foto Perfil/Facebook

Sousa planeja novos ares na gestão da CBFA. Foto Perfil/Facebook

Candidato da chapa única da eleição para presidência da Confederação Brasileira de Futebol Americano, o atual presidente do João Pessoa Espectros, Guto Sousa, conversou com o Touchdown sobre o futuro da entidade para os próximos anos.

Confira abaixo a conversa

Touchdown — Presidente, se o cenário de eleição da tua candidatura à presidência for confirmada, quais são as tuas principais propostas para o rumo da CBFA, Seleção Brasileira e campeonatos nacionais?

Guto Sousa — Primeiramente reorganizar a entidade, de forma a termos uma gestão mais ágil e transparente.

TD — E como farás isso?

Sousa — O primeiro grande desafio, caso a seleção se classifique para o mundial, será conseguir bancar a inscrição e enviar uma equipe competitiva. A médio prazo, pôr em prática um programa de desenvolvimento para o FA nacional: categorias de base, flag, praia, feminino, arbitragem e até mesmo gestão. Para atingirmos esses objetivos iremos procurar agregar todas as pessoas realmente interessadas em ver o FA brasileiro crescer nos próximos anos. Tem muita gente boa, fazendo ótimos projetos de norte a sul do país, e juntando essas forças e criando meios para haver essa troca de ideias e boas experiências é uma forma de agregar qualidade a esse crescimento.

TD — Sobre os campeonatos brasileiros: Superliga, Liga Nacional e Circuito Nacional de Flag, haverá mudança de fórmula?

Sousa — Nossa ideia é que a gestão dos campeonatos seja discutida exaustivamente entre os times interessados e que a CBFA haja como mediadora nesse processo. Pessoalmente vejo que a divisão do Brasileiro entre a Liga e Superliga nacionais foi uma das melhores coisas que aconteceu no FA nos últimos anos, possibilitando jogos e campeonatos mais competitivos. O próximo passo agora é ajustar o calendário nacional. A CBFA precisa conversar mais com as federações que já estão com seus torneios para começar, como a Paranaense, Paulista (Fefasp), Gaúcha e Catarinense, por exemplo. O circuito nacional de flag se mostrou um evento com grande potencial e contar com o Wadih (dirigente do Goiânia Rednecks e tesoureiro da chapa de Sousa) ao nosso lado será fundamental, já que ele é um dos caras que têm ajudado a fazer o flag ganhar cada vez mais qualidade e projeção no país.

Santa Maria Soldiers inicia temporada 2015 com baixas no ataque

SoldiersA reapresentação dos jogadores do Santa Maria Soldiers aconteceu na tarde deste sábado (10), no campo em frente as piscinas da UFSM. Após duas semanas de recesso, o roster, agora liderado pelo novo head coach Gustavo Petter, se prepara em busca do terceiro título do campeonato gaúcho.

“O foco do primeiro semestre é o Campeonato Gaúcho, cuja estreia acontecerá em março, em Caxias do Sul, diante do Juventude F.A. Já a segunda metade do ano será destinada à disputa do campeonato nacional”, em nota oficial na página da equipe no Facebook.

Para a temporada 2015, o orçamento gira em torno dos R$ 10 mil. Deste montante, R$ 3 mil vieram através de uma doação de uma fã dos Soldiers em Santa Catarina – ela preferiu ficar não se identificar -, além do mais, a equipe fechou contrato de patrocínio com a escola Yes de Idiomas. Ao longo do ano, o investimento somará cerca de R$ 7 mil para custeio das despesas de logística.

Problemas no ataque aéreo

Brazil #81 e Elesbão #82 são as baixas dos Soldiers na temporada 2015. Foto Perfil M. Brazil/Facebook

Brazil #81 e Elesbão #82 são as baixas dos Soldiers na temporada 2015. Foto Perfil M. Brazil/Facebook

Um dos destaques do elenco, o wide receiver Marlon Brazil, foi sondado pelo São José Istepôs para a disputa do campeonato catarinense e Superliga.

— Estou conversando com eles, mas está quase certo. Jogar no Istepôs é um sonho para qualquer jogador de futebol americano no Brasil, por ser um dos melhores times do país. Saio com o coração apertado daqui por ter que deixar os Soldiers — comentou Brazil.

Se fechar com os Istepôs, o jogador se muda para São José em fevereiro.

Outra baixa é a do wide receiver Douglas Elesbão. O jogador sofreu uma lesão no ombro esquerdo, passou por uma cirurgia e só retorna em 2016.

Highlights de Goiânia Rednecks vs. Coritiba Crocodiles

Confira abaixo o compacto da vitória do Coritiba Crocodiles sobre o Goiânia Rednecks por 44 a 0, pela Superliga Nacional.

O confronto

Desempenho dos ataques de Istepôs vs. Storm

Confira a tabela de performance dos ataques de São José Istepôs vs. São Paulo Storm pela Semana 2 da Superliga.

SaojoseIstepos_SaoPauloStorm_performance

Crocodiles confirmam favoritismo e mantêm invencibilidade na Superliga

O atual campeão brasileiro mantém a invencibilidade na Superliga. Foto Divulgação/Rednecks

O atual campeão brasileiro mantém a invencibilidade na Superliga. Foto Divulgação/Rednecks

O Coritiba Crocodiles não se intimidou com a melhor performance dos estreantes Rednecks, na Superliga, os paranaenses não ligaram para a longa viagem e o calor de Goiás e venceram o rival por 44 a 0, em Goiânia. A partida válida pelo encerramento da Semana 2 do campeonato brasileiro.

Os visitantes abriram o placar no primeiro quarto com um touchdown que veio de um passe do quarterback #5 Naldino para o tight end #81 Pozzi. O kicker #3 Santanna acertou o extra point. O mesmo trio ampliou a diferença com outro TD. 0-14.

No segundo quarto, o running back #32 Alexandre encontrou um buraco na defesa dos goianos e correu mais marcar mais um touchdown aos paranaenses. O special tem dos Rednecks conseguiu bloquear o xp. 0-20.

Na volta do intervalo, o quarterback #2 Vidal driblou os defensores dos donos da casa para atravessar a goal line e marcar o quartou TD dos Crocodiles. Santanna desperdiçou o extra point ao mandar a bola na trave. 0-26.

No último período, a defesa de Curitiba apareceu mais uma vez para pontuar. O safety #80 Joe derrubou o atacante dos Rednecks dentro da endzone adversária, safety. Na campanha seguinte, Vidal conectou o wide receiver #10 Gutz para touchdown. O special team conquistou o 2pts conversion com o wide receiver Pozzi. Os Crocodiles fecharam a conta com um TD do running back #37 Chuck. Novamente o grupo de especialistas anotou a conversão de dois pontos, desta vez com o RB Alexandre. Final 0-44.

Com a vitória, os Crocodiles assumem a liderança isolada da Conferência Centro-Sul com campanha 2-0. O clube volta a campo no dia 14 de setembro, quando recebem o Cuiabá Arsenal.

Já os Rednecks ocupam a última colocação com retrospecto 0-2. O time ainda não pontuou no certame nacional. O elenco de Goiás tentam a primeira vitória no dia 13 de setembro, contra o Storm, em São Paulo.

Goiânia Rednecks quer surpreender Coritiba Crocodiles

GoianiaRednecks_CoritibaCrocodiles

GoianiaRednecks

Na tarde de sábado (30), o Goiânia Rednecks busca reabilitação na Superliga, quando recebe o atual campeão nacional, o Coritiba Crocodiles, pela Semana 2 da competição da CBFA. O jogo está marcado para as 18h30, no gramado do Sesi Ferreira Pacheco, na capital de Goiás.

Os donos da casa vêm de uma derrota significativa para o rival da região, o Cuiabá Arsenal, por 72 a 0. Os mandantes procuram usar o fator casa e a lona viagem dos paranaenses para surpreender o rival.

Já o poderoso Crocodiles quer a segunda vitória no torneio após começar com o pé-direito, depois de vencer o São José Istepôs por 22 a 0 com grande performance da defesa.

Veja o desempenho dos ataques
GoianiaRednecks_CoritibaCrocodiles_performance

Classificação geral da Superliga Nacional – Semana 2

Confira abaixo a tabela de classificação geral da Superliga Nacional após resultados da Semana 2.

superleague4

São José Istepôs perde mais uma e se complica na Superliga

O RB #20 Giamas encara a defesa dos Istepôs em busca do touchdown. Foto Geraldo Takanage/Overtime do FA

O RB #20 Bessa encara a defesa dos Istepôs em busca do touchdown. Foto Geraldo Takanage/Overtime do FA

Não tá fácil a temporada regular da Superliga para o São José Istepôs. O time da região metropolitana de Florianópolis perdeu a segunda seguida no campeonato brasileiro. Jogando em Itapema, o time foi batido pelo São Paulo Storm por 24 a 14.

Os paulistas estiveram iluminados no primeiro tempo. Três touchdowns seguidos dos extra points, colocaram o elenco comandado pelo head coach Dan Muller com 21 pontos de diferença no score.

O primeiro touchdown veio em uma corrida de 7yd do running back #20 Mateus “Manning” Bessa. O kicker #28 Felipe Gadeilha acertou o extra point. Na campanha seguinte, o quarterback #14 Douglas Rodrigues é interceptado pelo defensive back Gadeilha, que conquista o pick six sobre o ataque dos Istepôs. O kicker novamente acerta o xp. 0-14.

No segundo quarto, o running back #26 Alan Giamas encontra um gap na defesa catarinense e amplia a vantagem com mais um touchdown. Gadeilha converte o chute extra. 0-21.

Os Istepôs conseguem responder com um TD marcado pelo running back #46 JP Ramos. O kicker #8 Marcos Pires chuta a bola entre as traves para anotar o extra point. 7-21.

Na etapa complementar, o linebacker #59 Gerson “Polamalu” Santos recupera a posse de bola, em um fumble forçado no ataque do Storm, e retorna para touchdown. Pires acerta o xp e coloca fogo no confronto. 14-21.

O jogo segue duro para ambos os lados. Turnovers vindos de interceptações impedem que os ataques produzam em campo. No último quarto, o ataque dos azuis surte efeito e posiciona a equipe na linha de 10yd no território dos Istepôs. O kicker Gadeilha converte um field goal de 28yd e decreta a vitória para os paulistas. Final 24-14.

A derrota deixa os Istepôs na última posição da Conferência Centro-Sul da Superliga Nacional com campanha 0-2. O time precisa vencer os dois últimos jogos, contra Goiânia Rednecks e Cuiabá Arsenal, e contar com resultados paralelos para sonhar com uma das vagas aos playoffs. Os catarinenses voltam a campo no dia 11 de outubro, quando recebem o Cuiabá Arsenal.

A vitória do Storm mantém a equipe na terceira colocação da mesma conferência. O time tem retrospecto 1-0, o mesmo que Coritiba Crocodiles e Cuiabá Arsenal, porém o elenco de São Paulo perde no saldo de pontos. O próximo compromisso do Storm será no dia 13 de setembro, o time encara o Goiânia Rednecks, na capital paulista.

Veja o compacto do jogo

Cuiabá Arsenal fará amistoso antes da Semana 5 da Superliga

Os dirigentes de Cuiabá Arsenal e Rondonópolis Hawks agendaram um amistoso entre as duas equipes. O confronto está marcado para o dia 23 de agosto, às 18h, no estádio do Dutrinha, na capital mato-grossense.

O duelo será preparatório para o Arsenal para o resto da temporada regular da Superliga. O próximo compromisso do elenco de Cuiabá será diante do atual campeão brasileiro, o Coritiba Crocodiles, no dia 13 de setembro, em Curitiba.

– Sabemos que é provavelmente o adversário mais forte que poderíamos enfrentar nesse momento e temos plena consciência do volume de preparação que será necessária para esse jogo. Estamos a todo vapor – afirma o treinador do Arsenal, Brian Guzman.

Para o jogo contra os paranaenses, o Arsenal terá a volta de três jogadores, são eles: Thiago Borges, Well Garcia e Kenneth Joshen.